O Altes Museum em Berlim

Altes Museum Berlin

Altes Museum BerlimAltes Museum é o primeiro museu da Ilha dos museus de Berlim que avistamos enquanto caminhamos pela Unter den Linden. Está logo apòs o LustGarden e a Berliner Dom.

Se você está nos seguindo, viu que deixamos nossas duas últimas semanas para fazer a maratona nos museus. Hoje direi que não foi uma escolha muito sábia (pois tivemos 3 meses para fazermos isso), mas estávamos com receio de como seria o inverno na cidade (e queríamos gastar os primeiros finais de semana ao ar livre).

Com isso, acordamos cedo, pegamos o metro, descemos em AlexanderPlatz (pois apesar do frio intenso, o tempo estava bonito e queríamos caminhar um pouco) e seguimos sentido a ilha dos Museus.

O Altes Museum e sua arquitetura

Altes Museum 03jan2016 85
O Léo explorando o Altes 😉


Inaugurado em 1830, o
Altes Museum (Velho museu) é o mais antigo museu público de Berlim.

O prédio foi projetado por
Karl Friedrich Schinkel, orgulho da arquitetura alemã, e se impõe a quem passa pelo final da Unter den Linden, na altura do Lustgarten (Jardim dos prazeres).

Esse jardim tem a função de relacionar o museu ao Berliner Dom e permitir uma visão distante do prédio.

Deste ponto de vista, o prédio do Altes aparece soberano ao fim do jardim; suas escadarias largas o colocam um nível acima do jardim e sua altivez se completa pelas inúmeras colunas jônicas sobre as quais deita-se um friso onde se lê:

FRIDERICVS GVILHELMVS III STVDIO ANTIQVITATIS OMNIGENAE ET ARTIVM LIBERALIVM MVSEVM CONSTITVIT MDCCCXXVIII. (Frederico Guilherme III fundou este museu em 1828 para o estudo de todas as antiguidades e artes liberais).

Altes Museum Berlin

  • O Altes por dentro

Altes Museum BerlinApós subirmos as escadarias da foto acima, nos deparamos com um átrio retangular.
Do lado direito se encontra a bilheteria e chapelaria e a entrada para a sala 1.
Como precisávamos de um café para nos aquecer e conferir a fralda do Leo, retornamos ao centro do átrio.

Um ponto muito negativo: no inverno o museu inteiro é climatizado, exceto neste átrio.
O problema é que não é permitido entrar com jaquetona e, entre a chapelaria e esta porta, você passará muito frio.

E isso também vale para o 2° andar (a parte das escadas internas).

Altes Museum 03jan2016 10
Conselho
: Não faça como a gente: não tente entrar de jaquetona – rs.

O Thiago retornou até a chapelaria para deixar as jaquetas lá. Enquanto isso, eu e o Léo tremíamos ali!

Assim que ele retornou, percebemos que deixamos o ingresso no bolso da jaqueta e ele teve que voltar na chapelaria (e estava muito frio).

😥 

As salas no interior do museu foram modernizadas e não parecem ter grande atrativo, com exceção da magnífica sala redonda, uma rotunda (foto ao lado), localizada no meio do prédio, onde colunas coríntias se intercalam com estatuária grega religiosa.

Uma abertura no teto permite a entrada da luz natural na sala; segundo alguns, por inspiração do Panteão de Roma.  

  • Circulando pelo Altes Museum

O Altes Museum Berlin tem 2 andares. O primeiro apresenta a arte grega e  o segundo, a arte romana e etrusca.  No centro do prédio está a rotunda.

No 1° andar temos o highlight do museu: a Batalha de Troia. Ali você também encontra o café, os banheiros e a lojinha do museu.

No 2° andar, a rotunda estava fechada, mas era possível ver, através de vidros, algumas estátuas.

Altes Museum Berlin
A Rotunda no 2° andar

Digitalizei o plano de visita do museu. Para ver, clique aqui!

  • Accessibilidade no Altes Museum

Altes MuseumObservando sua fachada, é possível perceber que eles tiveram que adaptar de alguma forma o museu.

Na verdade, não há um elevador exclusivo para idosos, cadeirantes e carrinhos de bebês. Usamos o elevador de serviço do museu e, para isso, você precisa falar com os seguranças (e eles vão conosco).

Para localizá-lo do lado de fora, você terá que contornar o museu pelo lado direito. Olhando para esta foto, você teria que passar direto pelas escadarias e contornar o museu no fundo da foto.

  • O acervo do Altes Museum

Embora seu acervo tenha origem na variada coleção de arte da família real prussiana, o órgão responsável pelos museus de Berlim decidiu transformar o Altes em um museu dedicado exclusivamente a antiguidades. Seu acervo é composto por objetos arqueológicos e artísticos gregos, etruscos e romanos, especialmente estatuária, cerâmica e numismática.

  • A Rotunda no 1° andar

Altes Museum BerlinNa rotunda, além de estátuas de divindades entre as colunas, está organizada a “Batalha de Tróia“, um conjunto de estátuas antigas representando a célebre guerra.

O conjunto tem uma história acidentada e sua organização (assim como sua restauração) é tardia e imprecisa arqueologicamente.

Nada disto impede, entretanto, a apreciação de estatuária antiga de altíssimo nível formando um conjunto bastante harmônico contendo deuses e guerreiros envolvidos em atos épicos.

  • As salas do 1° andar

As demais salas deste andar são dedicadas à Grécia e se dividem em temas como heróis, deuses, monumentos funerários, joias, moedas teatro.

Altes Museum 03jan2016 42
O acervo enorme oferece um panorama ao mesmo tempo amplo e detalhado. Um bem significativo é “O menino rezando” — uma obra em bronze provavelmente feita no período helenístico.

Ele circulou por várias cortes desde que foi descoberto no século XVI. Sua interpretação é ainda hoje incerta, uma vez que a ideia de que ele está rezando se deva aos braços levantados, que no entanto foram colocados posteriormente.

Há também a “Deusa de Berlim“, uma estátua feminina, provavelmente de uma deusa do século V a.c. e a solene “Deusa de Taranto“, divindade feminina provavelmente feita no século IV a.c. e cuja identificação ainda não foi estabelecida (há quem diga que é Perséfone, Hera ou Afrodite).

  • As salas do 2° andar

Neste andar há etruscos e romanos dispostos em salas mais amplas e menos numerosas. Elas também estão organizadas por temas, como o surgimento da civilização etrusca, Etrúria, vida e morte em Roma, arte erótica, luxo como modo de vida.

Especialmente importantes para o acervo são os retratos de Julio Cesar e Cleópatra, dispostos um ao lado do outro, evidentemente. Apesar destes “highlights” serem especialmente notáveis, o museu exige uma visita calma e dedicada ao acervo como um todo, pois ele é capaz de construir, diante dos olhos do visitante, uma imagem ampla, complexa, rica e sobretudo lindíssima da Grécia, da Etrúria e de Roma.

  • O que ocorreu com o Altes Museum durante a guerra?

Durante a II Guerra Mundial, assim como ocorreu com os outros museus de Berlim, parte do acervo foi dividida e transferida para locais seguros.
O prédio foi bombardeado e incendiado. Parte do acervo que permaneceu foi perdido ou destruído. Segundo informação da wikipedia foram cinco grandes bronzes, cerca de 30 vasos de pedra, mais de 1.500 vasos de cerâmica, incluindo obras-primas de célebres ceramistas-pintores gregos, 100 peças de joalheria e mais de 150 pedras preciosas.

  • Os museus da Ilha do Museu (Museumsinsel)

A ilha dos museus é uma pequena ilha sobre o rio Sprea, presente no centro de Berlim e que recebe em uma das pontas 5 museus importantes da cidade:

Além da ilha, Berlim està repleta de museus. Por questao de tempo, visitamos apenas a melhor galeria de arte da cidade:

 

Informações básicas:

Altes Museum
Como chegar
:  O Museu fica na ilha dos museus, perto da catedral de Berlim (Berliner Dom). Para quem caminha pela Unter den Linden, é o primeiro museu da ilha.

Endereço: Am Lustgarten – Berlin, Alemanha

A estação mais próxima pode ser a de Friedrichstraße (linhas U6, S1 S2 S5 S7 S25 S75) e a Hackescher Markt (S5 S7 S75).

Outra opção pode ser descer na AlexanderPlatz (U2) e trocar para a linha (S5 S7 S75) e descer em Hackescher Markt ou ir andando (como fizemos).

(clique na imagem ao lado para aumentar de tamanho)

O Museu Pérgamo em Berlim.

  • Preço:

€ 10 e o  ingresso pode ser comprado através deste link e é válido para um dia.
Você também pode comprar o “Passe dos Museus da Ilha” (Museum Island all exhibitions), através deste link. Este bilhete te dá acesso a todos os museus da ilha dos Museus.

Outra opção é comprar o  “Museum Pass Berlin”que, além do Museu Bode, dá acesso também a dezenas de outros museus durante 3 dias consecutivos .

  • Horário:

Fechado às segundas. Todos os outros dias das 10:00 às 18:00; Quinta feira fica aberto até às 20hs. Em caso de feriado, visitar o site.

Site do Museu e page do FB


Salve este post dentro do Pinterest para ler depois e siga nosso perfil!
🙂

 


Seguro viagem

Muita gente não faz, mas ficamos com tanto receio da altitude e de trilhas que faríamos quando fomos para o Peru e decidimos fazer seguro saúde. Foi a primeira vez que fizemos e, desde então, começamos a fazer para todas as nossas viagens (principalmente agora, viajando com o Léo). Dependendo da gravidade, médicos vão até a tua hospedagem te medicar. E eles também reembolsam medicações! Caso você não saiba muito bem como funciona, leia também nosso relato:  Seguro viagem (Dicas para viajar grávida ou com crianças)

Faça uma simulação com a nossa parceira Seguro Promo. Ao inserir o código TURISTANDOIN5, você obtém 5% de desconto.


Hospedagem

Temos parceria com o Booking. Toda vez que você fizer uma reserva usando os links e banner deste blog, eles nos pagam uma pequena comissão. Este valor ajuda a manter o nosso blog. E' uma forma econômica de nos ajudar (pois você não pagará nada a mais para o Booking). Por isso,faça uma simulação com o banner na lateral desta página ou clique aqui.

Outra forma de nos ajudar com hospedagens: o AirBnb oferece R$ 100,00* de bônus para novos inscritos desde que tua hospedagem ultrapasse R$ 190,00 *(sem contar com a limpeza). Para isso, faça seu cadastro usando este link.

(*) como o valor é medido em base ao dólar, ele pode sofrer alterações. Leia antes as regras.


Aluguel de Carro

Outra parceria do blog é com a RentCars, que oferece bons valores para o aluguel de carro, além de parcelar e de não cobrar IOF para carros alugados no exterior. Para fazer uma simulação, clique aqui. Assim como as hospedagens e o Seguro, ao fazer sua reserva utilizando os links do Turistando.in, receberemos uma comissão e isso ajuda a manter o blog sempre ativo.


About Juliana (www.turistando.in)

Sou a mãe do Léo quase full-time, professora de italiano (por algumas horinhas), esposa de um doutorando (que me deixa maluca) e, claro, a faz-tudo do Turistando.in!

18 thoughts on “O Altes Museum em Berlim

  1. Nossa, já ta esse frio em setembro? =/
    Ai papai, vou pra Alemanha no inverno e não quero nem ver…
    pelo menos já sei um dos passeios que vou fazer em Berlin! O post ta super explicativo!!
    Vou olhar as outras dicas que vocês tem da Alemanha!

    1. Oi Marcela
      Desculpe te responder somente agora!
      Entao, essa foto eu fiz em janeiro deste ano! Tenho ainda muitos posts pra escrever sobre Berlim (mas a falta de tempo e o Léo nao deixam! rsrsrs)
      Voce vai quando para là?
      Eu fiquei 3 meses, cheguei no fim do outono. Olha, é frio, mas nada absurdo se vc està bem vestida! O inverno passado nao foi tao rìgido. A 1° neve ocorreu na 1° semana deste ano e acho que durou apenas o mes de janeiro! Mas o melhor é o céu no inverno! Me diziam que era cinzento, mas veja no meu Instagram! Vi durante 1 semana crepúsculos rosa e azul… A coisa mais linda!
      Se precisar trocar figurinhas, me escreva!

  2. Nossa, quando nós entramos em um museu, esquece o tempo viu. É muito fácil ficarmos horas e horas e acabar perdendo qualquer outra programação do dia.

    Não conheço ainda o Altes Museum, mas já está favoritado para minha próxima viagem para Berlin.

  3. Que museu sensacional, adorei todas as dicas, que aliás, quero dizer que o post ficou bem explicativo. Agora fiquei imaginando o frio que passaram sem a jaqueta, acho que o aquecedor do lugar talvez não estava funcionando rs (brincadeira). Eu não conheço Berlim, mas já deixar essa dica guardadinha para quando for visitar a cidade.

    Abraços

    1. Obrigada Josi!
      Aliàs, também adorei blog!
      Com tempo quero dar uma olhada melhor!
      😉
      Berlim é uma cidade incrìvel, se um dia puder, coloque no teu roteiro! Escrevi sobre os outros museus da ilha também!
      Sobre o frio – rs – foi um imenso vacilo meu e do meu marido. A parte interna é toda climatizada, mas olhamos no mapa e descobrimos que pelo àtrio central chegaríamos mais rapidamente ao café (o que era verdade). O ruim é que estàvamos com as jaquetas e o segurança não nos permitiu entrar com elas (não contei, mas eles também “embaçaram” com o carrinho do Leo) – rs
      Enfim…. tudo deu certo!
      😉

  4. Muito bonito este museu e muito boas as dicas. Fiquei com medo do frio sem casaco, rsssss, mas como talvez vamos a Berlim em fevereiro próximo, vou pensar com carinho neste teu post e neste museu. Abraço!

    1. Olà Michela
      Nòs partimos de Berlim no final de janeiro e ainda nevava! Pelo menos um pouco de frio vocês irão pegar!
      Mas esse frio dentro do museu você pode evitar, entrando pela porta da chapelaria e nao pela porta central!
      hehehehe

      Se precisar de dicas, me avise! Estive 3 meses em Berlim e ainda pretendo escrever bastante coisa sobre a cidade!

Gostou? Tem dúvidas? Nos deixe uma mensagem: