Conhecendo a moderna cidade de Roterdã

Roterdam
Gostou? Compartilhe este texto:
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •  

Conhecendo Roterdã

Confesso que, quando estava iniciando a programação pela Holanda, não queria incluir Roterdã.
Depois, com uma certa insistência de meu marido (e pelo valor da hospedagem ser mais em conta que em Amsterdã), acabei aceitando. E ainda bem que aceitei. A cidade é encantadora!

Tem o lance da arquitetura da cidade ser supermoderna. Após a destruição da cidade na 2° guerra mundial, os governantes da cidade optaram por modernizá-la, ao invés de reconstruí-la como era no passado. É possível ver alguns prédios antigos, que resistiram aos ataques, mas a maioria dos prédios é novo, moderno e muito diferente.
A arquitetura da cidade realmente faz a diferença!

Porém, se você pretende circular por esse lado da Holanda, ao invés de fazer bate e volta a partir de Amsterdã, que tal ficar por aqui? A cidade é bem mais barata e você perderá menos tempo em trens.

ingressos ticketbar e turistando

O que fazer em Roterdã?

Fiz um post mostrando um pequeno roteiro para conhecer Roterdã em 1 diaAbaixo segue a descrição deste roteiro:

Conhecendo Roterdã
1) A Estação Central ou Centraal Station

Como disse, a cidade é moderna, então não espere que a estação, porta de entrada para a cidade, seja diferente.
Após passar a catraca, vocês estarão em um imenso saguão, com uma tela plana gigantesca na parte superior passando um vídeo qualquer.
Do lado de fora, você encontrará a arquitetura maluca deste prédio (e dos prédios ao redor)!
Se o tempo estiver belo, os prédios espelhados ao lado refletirão a cor do céu azul em suas paredes

2) As casas Cubos ou Kijkkubus

Conhecendo Roterdã
A maior doidura arquitetônica certamente são essas casas amarelas em forma de cubos inclinados em 45°. Foi aqui que nos hospedamos (Sim, há um hostel dentro das casas cubos! Leia aqui como foi a nossa estadia no hostel StayOkay) durante 3 noites.

Conhecendo RoterdãAs casas cubos foram feitas em cima de uma passarela pelo arquiteto Piet Blom na década de 80. Caso você não se hospede no hostel, uma das casas é aberta para visitação!

Se você estiver na estação central, pegue o bonde 24 em direção à De Esch e desça na estação Rotterdam Blaak (a 5° parada). As casas cubos estarão logo em frente!

3) Oude Haven

Se você se hospedou no StayOkay ou circulou pelos cubos, certamente apreciou a bela vista deste antigo porto. Além da beleza com as casas cubos enfeitando a paisagem, é possível ver a ponte vermelha Willemsbrug (de 1878) e o Witte Huis (Casa branca), um belíssimo prédio de 1898 estilo Art Nouveau, considerado o primeiro arranha-céu da Europa e que felizmente sobreviveu aos bombardeios de Rotterdam em 1940.

Além do panorama, a região conta com diversos cafés, bares e restaurantes.

4) O mercadão central ou Markthal

Conhecendo Roterdã
Você desceu na estação Blaak para visitar as Casas Cubos, certo?
Vire a sua direita e verá um prédio imenso, semi elíptico, cinza por fora, colorido por dentro.

É o mercadão de Roterdã, aberto em 2014, com diversas barracas de frutas e vegetais (como qualquer mercado central), mas com muitos restaurantes e “barraquinhas” para uma comida, um lanche ou comida rápida!

Comi um delicioso waffle aqui, mas vi que eles também vendiam saladas e sucos de frutas, lanches e etc (tudo preparado com o produto daquela banquinha).

A visitação eu recomendo durante o dia (para entrar e degustar os produtos, frutas, comidas e doces ali vendido) e a noite.
Aliás, boa parte da cidade vale a pena visitar a noite (por isso, super recomendo dormir uma noite na cidade).

5) Igreja de São Lorenzo ou Grote of Sint-Laurenskerk

Rotterdam_NH_Laurenskerk

A igreja apòs a destruiçao (1943–1945)
A igreja apòs a destruição (1943–1945)

A única igreja medieval que sobreviveu aos ataques de 40 está ao lado do mercadão. É uma igreja protestante (calvinista) e foi construída entre 1449 e 1525.

Visitação:
Ela está aberta normalmente das 11 às 17, mas não custa dar uma olhadinha no site, pois os horários mudam conforme os meses do ano.

6) A prefeitura da cidade ou Stadhuis van Rotterdam

Fonte Wikipedia (Door F.Eveleens – Eigen werk, CC BY 3.0)

Esse belíssimo prédio, construído em 1914, é um outro prédio que não foi destruído durante os bombardeios. Apesar de ser lindo e não ser um edifício tão antigo, ele destoa na moderna Roterdã.

Está localizado na rua Coolsingel, 40

Visitação:
De segunda a sexta das  8.30 – 17.00

 

Conhecendo Roterdã7) Ponte Erasmo ou Erasmusbrug

Você, que prestou atenção nas aulas de literatura, certamente se lembra do nome do teólogo humanista Erasmo de Roterdã que escreveu “O Elogio da Loucura” (e se não ouviu, não se preocupe. Acabei de descobrir que 75% dos holandeses acham que o tal Erasmo era o arquiteto do projeto). E é seu nome que batiza a ponte mais bonita da cidade.

A visita a essa parte eu aconselho a fazer no final da tarde, para vê-la ainda durante o dia, passar para o outro lado e depois voltar e esperar tudo se iluminar e ver um skyline maravilhoso!
Para passarmos para o outro lado, decidimos pegar um bonde, mas creio que rola uma caminhadinha por lá.

8) O bairro super moderno de Kop van Zuid

Photographer: Roman Boed for Travelmag

Antigamente, do lado oposto ao centro da cidade, existia um bairro de portos, com Binnenhaven, Entrepothaven, Spoorweghaven, Rijnhaven and the Wilhelmina Pier, de onde partiam os navios para a América.

Com o tempo, essa região se tornou abandonada e decidiram renová-la, criando ali prédios grandes, imponentes e, (adivinhem sò), modernos.

Hoje, os maiores prédios do país estão ali.
Um passeio despretensioso vale muito a pena, principalmente próximo do pôr do sol.

Mas não se esqueça de ver essa região a noite, do outro lado do rio

Rotterdam: Erasmus Bridge
Belíssima foto noturna feita por Roman Boed para o TravelMag.com

 

9) Euromast

Foto do Euromast feita pela Lu!

Para quem curte ver a cidade nas alturas, não pode perder o Euromast, a torre de observação da cidade e um dos locais mais alto da cidade.
Lá de cima, é possível ter uma ótima visão panorâmica de Roterdã, além da possibilidade de fazer rapel e tiroleza.

A Lu do blog Let’s Fly Away, visitou, subiu a Euromast e escreveu sobre:

Visitação: De segunda a sexta das  8.30 – 17.00
Preço: € 9.50 (com 25% de desconto com o Welcome Card)
site: http://www.euromast.nl/en

Aliás, a Lu também fez um post com um outro ponto de vista sobre Roterdã:

  • Conhecendo o parque das Tulipas de Keukenhof a partir de Roterdã

Se você estiver em Haia ou Roterdã poderá contratar um passeio até o parque Keukenhof com um guia particular em carro ou van. O passeio inicia-se em na estação Roterdã Central (às 10:15 da manhã) ou em Haia (às 10:45 da manhã) ao lado do Ministério de Finanças e dura aproximadamente 7h.

Para saber mais detalhes sobre essa excursão em português, assim como preço e a compra do bilhete clique aqui.

ingressos ticketbar e turistando

 .

O que fazer em Roterdã em 1 dia?

Fiz um post mostrando o roteiro abaixo. Clique na foto para abrir:

Roteiro de 1 dia em Roterdã

 

Veja também:

 .


Gostou? Compartilhe este texto:
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •  
  •   
  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Antes de viajar, não se esqueça de fazer o seu seguro viagem conosco. Use o cupom TURISTANDOIN5 e receba 5% de desconto. Aproveite e faça a reserva de hotel e do aluguel de carro conosco. Se quiser, entre em contato conosco. Fazemos todas as reservas de tua viagem gratuitamente.


About Juliana (www.turistando.in)

Sou a mãe do Léo quase full-time, professora de italiano (por algumas horinhas), esposa de um doutorando (que me deixa maluca) e, claro, a faz-tudo do Turistando.in!

Gostou? Tem dúvidas? Nos deixe uma mensagem: