Veja como é o passeio de lancha em Capitólio pelo Lago e Canyons de Furnas

passeio de lancha em Capitólio

Os Canyons de Furnas é uma das mais lindas atrações do país e o passeio de lancha em Capitólio é o melhor jeito de conhecê-los. Com ele, você passará também por algumas das cachoeiras espalhadas pelo imenso lago formado pela barreira de Furnas e você poderá desfrutar de um banho de água no meio da natureza.

Para fazer este passeio você pode escolher a lancha ou a chalana.

Turistandoin  Passeio de Lancha em Capitolio MG 05jan2018 12h49 007 300x400 Veja como é o passeio de lancha em Capitólio pelo Lago e Canyons de FurnasA lancha é mais rápida e você pode escolher o passeio que vai de 2 (média de 70 reais por pessoa) até 8 horas (média de 1700 reais). Quanto mais tempo, mais atrações e mais tempo nas paradas.

Caso você queira economizar, o passeio de chalana é mais barato. Ele parte do porto do Rio Turvo (o mesmo das lanchas) e custa R$ 45,00 por pessoa. O passeio dura 3 horas, mas o trajeto é mais lento e, por isso, passa apenas por 2 atrações (Cachoeira do Canyon e Lagoa Azul).

Nós estávamos em 8 adultos e 4 crianças e fizemos o passeio de lancha com o Mario da Capitólio Aventura – Passeios Náuticos.

Eles fecharam conosco os seguintes valores: 2 horas: R$ 70,00 / 3 horas: R$ 100,00 e 4 horas: R$ 130,00. Crianças até 5 anos não pagam e até 10 anos pagam meia.

Decidimos fazer o passeio de 4 horas, que nos permite parar mais tempo nas cachoeiras. Pedimos para não parar muito tempo nos restaurantes flutuantes (que são caros e lotados).

Com isso, ele nos levou até os Canyons da Hidrelétrica (que pelo o que eu entendi está no pacote de quem fica mais de 4 horas). Isto é: vale a pena negociar antes. Qualquer coisa, diga que você leu aqui no Turistando.in.
hehehehe


Procure aqui por hospedagens:



Booking.com


Onde começam os passeios de lancha em Capitólio?

Turistandoin  Passeio de Lancha em Capitolio MG 05jan2018 12h13 001 375x250 Veja como é o passeio de lancha em Capitólio pelo Lago e Canyons de FurnasO ponto de encontro para o passeio de lancha em Capitólio se dá antes da ponte sobre o Rio Turvo. A tenda da Capitólio Aventura é a última deste estacionamento (gratuito em jan/2018) e se encontra do lado direito de quem vem de Capitólio, bem antes da ponte e no início da pequena descida que nos leva às lanchas.

Nos encontramos às 12h de uma sexta feira.
Pelo o que eu entendi, aos finais de semana eles trabalham com horários fixos, mas durante a semana, se você entrar em contato antes, pode fechar o horário que quiser.

Aconselho a fechar o pacote com eles antecipadamente (fiz pelo whatsapp 37 99869-2324), principalmente na alta temporada. A vantagem é, além de garantir o passeio, você pode negociar o que visitar (como fizemos).

 

Como foi o passeio de lancha em Capitólio pelo lago de Furnas

Depois de descer um morrinho cheio de pedras e sem nenhuma estrutura (torcer para que a prefeitura invista mais na cidade), entramos na lancha.
O Mario nos orientou a colocar os coletes salva vidas em todas as crianças (obrigatório) e nos indicou onde encontrarmos os coletes para adultos (facultativo) e partiu sentido Canyons.

Turistandoin  Passeio de Lancha em Capitolio MG 05jan2018 12h20 003 600x400 Veja como é o passeio de lancha em Capitólio pelo Lago e Canyons de Furnas

  • Lagoa Azul

A primeira parada do passeio de lancha em Capitólio é a Lagoa Azul, com um bar flutuante. Se você chegar pela estrada, precisa pagar para entrar (parece que o valor estava em R$ 40,00, mas não achei confirmação), mas via mar não é necessário (a não ser que você queira ir na parte mais ao alto para ver o mirante).

Confesso que não achei muito interessante este lugar. Estava muito cheio de gente e por ter pouca água, não me pareceu muito atraente. A cachoeira é no estilo cascata e forma uma piscina natural rasa.

  • As cachoeiras do Canyon de Furnas

O espetáculo do passeio! Mesmo com a água baixa, valeu muito a pena passar por ali. Além dos canyons de Furnas, hà dois lugares com quedas d’água que, bem diferente da anterior, estava abundante.

Decidimos aqui fazer uma pausa de meia hora mais ou menos. A água não estava tão gelada e, como o nível da represa estava baixo, deu para caminhar por sua água de cor amarelada. Os corajosos subiram até a perto da queda.

Meu conselho: entrem com uma crocs ou botinhas de mergulho. Além das pedras serem escorregadias, suas pontas machucavam os pés!

  • Cascatinha

No meio dos canyons, o Mario nos mostrou um trecho que, por causa de sujeira e do do baixo na água, não pudemos prosseguir. Naquele trecho se encontra a cachoeira Cascatinha, que pode ser alcançada por trilhas dentro do Eco Parque.

  • Vale dos Tucanos

O vale dos tucanos não tem cachoeira e sua beleza se encontra nas paredes com diversas plataformas de pedras. Neste ponto, a lancha atracou e ficamos um bom tempo por ali apreciando a paisagem e mergulhando um pouco. Confesso que deu tristeza voltar para a lancha.

  • Canyons da hidrelétrica

Pelo o que eu entendi, poucas lanchas vêm para o Canyon da Hidrelétrica. Nos pacotes de 3 e 4 horas eles inserem visitas à bar e restaurante flutuantes nos quais não estávamos interessados em ir. Conversando com o Mario, ele nos sugeriu então dar um pulo nesses canyons.

Não são tão bonitos quanto os chamados Canyons de Capitólio, mas valem muito a pena dar uma esticadinha por lá. Íamos descer para mergulhar, mas como o tempo não estava bom, com cara de chuva!

Turistandoin  Passeio de Lancha em Capitolio MG 05jan2018 17h14 031 300x400 Veja como é o passeio de lancha em Capitólio pelo Lago e Canyons de Furnasflickr Veja como é o passeio de lancha em Capitólio pelo Lago e Canyons de FurnasPor fim, retornamos ao ponto final. No meio do caminho pegamos muita chuva, que nos fez cair na gargalhada! Chuva forte, gelada, na velocidade, não dá certo não.

E nem um lindo pôr do sol conseguimos ver (mas veja como o pessoal do blog Te vejo pelo Mundo se deu bem neste passeio).

Quando retornamos, antes de pegarmos estrada para Guapé (onde nos hospedamos), decidimos passar no mirante dos canyons. Chegamos quase no horário de fechamento (17h30) e pegamos lá novamente aquela chuva (rsrsrsrs).

Veja aqui todos os nossos posts sobre Capitólio

Contatos:

Passeio de Chalanahttps://portaldachalana.com.br
Passeio de lancha com a Capitólio Aventura: whatsapp (37) 99869-2324 / (37) 99156-6833 – https://www.facebook.com/capitolioaventura/

Booking.com


pinterest e social 2 Veja como é o passeio de lancha em Capitólio pelo Lago e Canyons de Furnas

Pin do Pinterest

 

About Juliana (www.turistando.in)

Mãe do Léo, professora de italiano e apaixonada pelas maravilhas do mundo. Viajaria mais se o dólar estivesse mais baixo!

40 thoughts on “Veja como é o passeio de lancha em Capitólio pelo Lago e Canyons de Furnas

  1. Ola Juliana, então, o passeio foi bem gostoso. Nós ficamos na Pousada do Rio Turvo. Tem uma estrutura ótima e não saímos de lá, além do passeio de barco. Quando chegamos, confirmamos o passeio para fazer no dia seguinte e pedi que providenciasse os coletes para os bebês. Estávamos com 2 bebes. Como pegamos a lancha da pousada e por causa da baixa do Rio, usei o sling apenas na caminhada até o ponto da lancha. Eles providenciaram os coletes que serviram certinhos.
    Também enfrentamos muvucas em alguns pontos mas foi agradável. Eu acabei nem saindo do barco com a bebê, exceto num ponto que tinha banheiro químico. Mas de resto foi tranquilo.

  2. O lugar é lindo, mas as pessoas não estão sabendo lidar com o turismo. Uma pena! uma porrada de lanchas exprimidas, sem colete salva-vidas. Poucos usaram, embora que nas lanchas tinham coletes, mas não era obrigatório o uso. O pior de tudo é um povo sem noção lá. Música alta, pessoal bebendo cerveja o tempo todo. Fiquei com muita vergonha de ver aquilo. Nas cachoeiras, o pior de tudo, um lugar lindo porém cheio de pessoas fazendo churrasco e bebendo à vontade, uma disputa de música. Nossa, deprimente! o povo precisa ser domesticado.

  3. Oi Juliana,
    Achei que você não fosse aceitar a publicação anterior, pois, o meu comentário ficou gigante, rsrs. Depois que editar o post, fique à vontade para deletar, rsrs.

    Sobre a Serra da Canastra e as cachoeiras do Recanto Ecológico Vale do Céu [http://valedoceu.com.br/cachoeiras/], sim, pode levar as crianças; há muito espaço e natureza exuberante pra elas aproveitarem. Existem piscinas naturais com partes rasas que vão adorar (de qualquer forma, por mais segurança, não custa levar coletes).

    Claro que também têm áreas difíceis pra elas (às vezes, até para adultos), mas, certamente, terá orientações dos guias locais. Como exemplo… vale a pena conhecer a parte baixa da cachoeira Casca d’Anta (Serra da Canastra) de onde se vê (de um determinado ponto) a sua grandiosa queda d´água; já para chegar até o poço desta cachoeira, existe uma descida com muitas pedras que exige cuidados redobrados.

    1. Adorei as tuas sugestões!
      Da Serra da Canastra conheço apenas o queijo
      rs

      Sentimos uma certa dificuldade em Capitolio. Minha irma reservou uma casa em Guapé e a estrada que seguia para Capitolio estava muito ruim. Levàvamos quase 1h para chegar até algum ponto interessante e as crianças (estàvamos com 3 menores de 4 anos) ficaram impacientes! Acabamos nem conhecendo muitas cachoeiras por causa disso e fico receosa em explorar esse tipo de paisagem com eles.

      E quanto ao comentàrio longo, eu o adorei! Ficaria feliz se muitos me dessem esse feedback de vez em quando, principalmente quando as informações não estão mais atualizadas. Agora preciso encontrar tempo para editar o post com todas as tuas informações!
      🙂
      Mais uma vez: obrigada!

  4. Olá Juliana,
    Irei para Capitolio na proxima quinta, e tenho uma bebê de 9 meses. Estou preocupada quanto ao colete salva-vidas. Eles tem para o tamanho dela?
    Adorei a dica do crocs, vou levar…. e como ela é pequena, para carrega-la penso em amarra-la num wrap sling, o que você acha:

    1. Oi Priscila
      Se eu mal me engano, o colete que meu filho usou seria grande demais para uma criança de 9 meses, mas mande mensagem para eles.

      Vou em breve atualizar este post (leia o comentàrio que o Johnny Martins acabou de escrever) e irei inserir uma foto de meu filho sentado com o colete. Assim você teria uma noção do tamanho.

      Quando à cachoeira: crocs é muito ùtil!
      rs
      Tanto para nao escorregar, quanto para não se machucar!
      Tua ideia de ir com tua filha no sling é òtima. Quando eu fui, a água estava baixa, então podìamos caminhar tranquilamente com a àgua que mal batia nas coxas. Mas se a maré estiver alta, eu confesso que teria medo de ficar com a criança presa em um sling. Como sao pedras grandes, é normal ter alguns trechos mais profundos que outros!

      Depois me escreva aqui atualizando a informação! E se você for com ela, me diga o que você fez!
      Pode ser interessante para outros leitores
      😉

  5. Olá Juliana, e Ligia!
    Peço licença para dar minha contribuição com informações que julgo importantes…
    Fiz ontem, feriado de 12 de outubro, o passeio de lancha com a família. Sobre onde deixar o veículo, há estacionamento (o acesso não é muito bom, tem uma rampa/subida que precisa ser melhorada, mas, também nada inacessível; custa R$ 20,00… acho que por dia). Mas, se tiver um pouco de paciência conseguirá vaga sem precisar desembolsar e com acesso tranquilo nas áreas em frente ao restaurante que há no local; deixei o meu lá.
    Sobre o restaurante (restaurante do turvo)… dependendo das datas, são grandes as filas para conseguir mesa. Há também uma lanchonete a poucos metros do restaurante. E ainda tem algumas barracas que vendem bebidas/água e emprestam caixa de isopor para levar na lancha.
    A região das águas de Furnas é maravilhosa! Moro, inclusive, em cidade próxima: Passos/MG. Vale muito a pena fazer esse passeio! Recomendo, mas alguns detalhes devem ser observados para não haver certo descontentamento.
    Fizemos o passeio de 3horas (não fazem mais o de 2h, e também seria bem restrito). Essa uma hora a mais faz a diferença. Em dias normais, o passeio de 3h custa R$ 90,00 por pessoa, porém, em contato anterior por telefone, informaram que estavam cobrando R$ 100,00 durante o feriado. Estávamos em cinco pessoas, e antes de embarcarmos, então paguei os R$ 500,00 (em dinheiro). No final falarei novamente sobre valores…
    Acredito que possam melhorar na organização da logística entre o recebimento e encaminhamento das pessoas ao embarque. Há uma tenda no local para recebimento (dinheiro ou cartão; paguei em dinheiro, outros pagaram em cartão, e ainda ouvi o comentário da responsável pelos recebimentos de que às vezes há falha no sinal para uso da máquina de cartão). Enfim, a questão é que não emitem/entregam algum comprovante de pagamento para ser apresentado ao embarcar; simplesmente, determinam a um auxiliar que acompanhe os grupos até o píer, mas, conosco e outras pessoas, isso já não ocorreu, pois, o rapaz que nos acompanharia (não sei por qual motivo) mal iniciou a caminhada, retornou à tenda de vendas e disse para que continuássemos sozinhos. Isso pode causar confusão, pois, são muitas pessoas “descendo” ao mesmo tempo e quem está na lancha a nossa espera não saberá quem é quem. No entanto, fiquei atento à situação e embarcamos sem problema.
    Além de nós, outros dois grupos embarcaram conosco, um com 4 pessoas e outro com 6, ou seja, estávamos em 15 pessoas no total. Foi um pouco desconfortável, pois, achei a lancha utilizada pequena para este total. Se for agendar, sugiro pedir foto da lancha a ser usada, ou escolher no dia mesmo; basta chegar mais cedo (farei isso em próximo passeio). Geralmente, os passeios têm início a partir das 9h, 12h e 15h.
    São 4 pontos a visitar: Canyons e cachoeiras (ponto para banho); Vale dos Tucanos (visitação); Cascatinha (visitação à proximidade apenas, pois, somente embarcações pequenas passam pelo corredor de rochas); e Lagoa Azul (ponto para banho).
    Sugiro optar por uma sexta-feira que não seja feriado ou, talvez, domingo; certamente, fará um passeio mais tranquilo. Digo isso, porque não paramos nos Canyons devido ao grande volume de lanchas que havia no local. Por sugestão do Mário da Capitólio Aventura (nosso piloto e guia, atencioso) optamos por fazer a primeira parada pra banho no Vale dos Tucanos. Depois nadamos também na cachoeira da Lagoa Azul (muito bom); lá existe um bar flutuante. Na reta final do passeio chegamos a outro bar flutuante, onde há cerveja artesanal produzida na região (chegamos ao local, mas, não quisemos ficar lá… nem desembarcamos; filas enormes, e acredito que os preços sejam altos).
    Bem, quase no fim do passeio (já retornando ao ponto de onde partimos) fiquei sabendo pelo grupo menor (aquele de 4 pessoas) que pagaram R$ 90,00 por pessoa e não R$ 100,00 como todos os demais. Isso foi, no mínimo, antiético por parte dos “organizadores” do passeio, os quais não conseguiram dar explicação aceitável para o ocorrido. Não exigi devolução da diferença, mas, certamente por este e outros motivos comentados, serei mais detalhista na próxima oportunidade.
    Recomendo também conhecer a Serra da Canastra (com acesso por São Roque de Minas e Vargem Bonita) e cachoeiras da região de Delfinópolis-MG, em especial a Vale do Céu.
    Bons passeios!

    1. Olà Johnny Martins
      Agradeço imensamente a atualização das informações. Eu concordo com você sobre a desorganização! Aliàs, a descida atè o barco é bem complicada!

      Em breve irei editar este post com alguns destes detalhes que você inseriu aqui! Como nem todo mundo lê comentàrios, acho que serà importante esta atualização!
      Esses locais que você me indicou (Serra da Canastra e cachoeiras da região de Delfinópolis) são acessíveis para ir com crianças?

Deixe aqui teu comentário :)

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.