Conhecendo o Museu Albertina em Viena #museumweek

Conhecendo o Museu Albertina em Viena #museumweek
Compartilhe este post:

Mais uma blogagem coletiva para o #museumweek e este ano escreverei sobre o Museu Albertina de Viena, um dos mais importantes do país.
Ano passado, também para o Museumweek, fiz uma resenha sobre outro museu de Viena, o maravilhoso Museu História da Arte(Kunsthistorisches Museum), para nós do Turistando.in, o melhor da cidade.

Este post faz parte de uma blogagem coletiva do RBBV para o #museumweek. No final do post tem uma lista de blogs que também participaram da ação.

Como chegar até o Museu Albertina

como chegar no museu albertina 325x250 Conhecendo o Museu Albertina em Viena #museumweek
Os caminhos que separam o Museu de Arte do Albertina e o Albertina das duas estações de metrô mais próximas

O museu Albertina se encontra no centro da cidade, perto do Jardim Botânico da cidade, do Palácio da família Habsburgo (onde se encontra a famosa “casa da Sisi”) e do Burggarten.

Nós fomos até ele caminhando (o centro da cidade é muito lindo no inverno), mas ele está entre as estações KarlsPlatz (U1, U2 e U4) e StephansPlatz (U3) e a menos de 1 km de distância do Museu História da Arte de Viena.

Clique na imagem ao lado para aumentar o mapa!

O prédio do Museu Albertina

Em um passado, este magnífico prédio era a ala dos hóspedes dos Habsburgo. Você pode ficar dividido entre apreciar os quadros de artistas como Leonardo da Vinci, Rubens, Rembrant, Picasso, Cézanne, Monet e Renoir e de se maravilhar com a arquitetura e decoração do que era antigamente um palácio!

No 1° andar se encontram as “State Rooms”. São 22 salas suntuosas e bem decoradas que seriam de residência dos Habsburgo. Infelizmente, essa parte estava fechada quando fomos.

No 2° andar se encontram as exposições permanentes do museu. São 16 salas com algumas das principais obras-primas da arte moderna.

Acessibilidade

Museu Albertina Viena Turistando.in 01 166x250 Conhecendo o Museu Albertina em Viena #museumweekEntramos no museu com o ViennaPass, sem pegar fila. O valor do ingresso estava incluso no cartão. Como o visitamos em jan/2016, peço que vocês verifiquem antes para saber se o passe continua oferecendo entrada livre para este museu. Compre aqui o Vienna Pass.

Um dos grandes destaques da arquitetura externa do prédio é uma escadaria no qual eles expõem algum percurso sugerido ou algum hightlight do museu. Quando fomos, a escadaria chamava a atenção para as obras de Monet e Picasso.

Museu Albertina Viena Turistando.in 02 376x250 Conhecendo o Museu Albertina em Viena #museumweekPara nós, que estávamos com o carrinho de bebê, ultrapassamos essa escadaria por fora e encontramos escadas rolantes e elevadores que nos levavam para o 1° piso, onde se encontra a bilheteria e o café (havia alguma reforma ali; aquele café parecia estar em um local improvisado).

Para os outros andares utilizamos elevadores. Haviam também “mini elevadores” que nos ajudavam a descer poucos lances de escadas.


Quer ver se vale mesmo a pena comprar o Vienna Pass? Eu tive uma super economia quando fui!


Conhecendo o Museu Albertina em Viena

Museu Albertina Viena Turistando.in 03 376x250 Conhecendo o Museu Albertina em Viena #museumweekEmbora seja muito menor que o gigantesco Museu História da Arte, a galeria é um dos grandes museus da Europa , pois possui um acervo extenso e com grandes obras de grandes mestres.

O prédio abriga muito bem um acervo espetacular, centrado em pinturas europeias realizadas a partir do século XVI até a contemporaneidade.

Há também inúmeros clássicos modernos como Monet, Picasso, Munch, Vlaminck, Giacometti, Modigliani, Kokoschka, Nolde, Klimt.

As obras mais antigas incluem desenhos de Leonardo, de Michelangelo, várias obras de Dürer — dentre as quais sua famosa lebre e muitos desenhos de Rubens, como este, de seu filho Nicolas com um colar de corais.

Alguns highlights do Albertina

Monet aparece com um de seus “olhares sobre Vétheuil”  e um de seus vários nenúfares.

Dentre os vários Picassos, há o “Nu feminino com pássaro e flautista” e a “Mulher com chapéu verde”.

Silverfish sereias sirenes 157x250 Conhecendo o Museu Albertina em Viena #museumweekKlimt, evidentemente, mas muito mais como desenhista que como pintor, posto que há inúmeros desenhos e uma única pintura, o “Peixe de prata”.

Dentre as esculturas, em menor número, se destacam-se algumas de Alberto Giacometti, como suas “Quatro mulheres sobre um pedestal”ou seu busto de Amenofis.

Veja aqui os highlights escolhidos pelo pròprio Albertina.

O fato de o Albertina não ser o maior museu de arte da cidade pode fazer parecer que a visita é menos recomendada ou menos proveitosa; mas isto seria um grande erro!!
Um acervo deste nível exige visita calma e atenciosa, pois sua diferença com o Museu de história da arte é apenas de tamanho, não de excelência.

 


Informações básicas:

Endereço: Albertinaplatz 1
Sitehttps://www.albertina.at/

Preço: € 12.90  e você pode comprar pelo site e furar fila. Entramos com o ViennaPass sem pagar nada a mais por isso. Veja meu post sobre o ViennaPass.
Horário: Diariamente das 10h às 18h  /  Quartas e Sextas-feiras das 10h às 21h.



Booking.com


 

Não deixe de ver também os posts dos participantes da blogagem coletiva dos membros RBBV para o #MuseumWeek

Destino Compartilhado – Museu do Cinema e da MiniaturaFarrabadares – Mercado de Trajano Museu dos Fóruns ImperiaisLet’s Fly Away – Museu Chileno de Arte PrecolombinoGuia do Nômade Digital – Museu Larco em Lima, PeruPequenas Viajantes – Miffy Museum: um museu para crianças na HolandaBuenas Dicas – Museu BoteroChicas lokas – Museu de Artes de BostonTá indo pra onde? – Museus da Ferrari em Modena e MaranelloE aí, Férias! – Museu Nazionale RomanoItinerário de Viagem – Pinacoteca do Estado de São PauloComendo Chucrute e Salsicha – Os 4 Museus Mais VisitadosViagens Invisíveis – Museus imperdíveis em VienaMulher Casada Viaja – Museu de Artes Decorativas no Palácio RohanPelo Mundo com Manu – Museu de Biologia Prof. Mello Leitão – Santa Teresa/ESUm Olhar Novo – Museu do OrienteCafé Viagem – Museu Mercedes-Benz Stuttgart na AlemanhaSe Lança – Museu do Apartheid em Joanesburgo – Ligado em Viagem – Museu da Revolução em Havana, CubaPequenas Viajantes – Museo de Los Niños em Buenos Aires; Vamos Por Aí – Museu do Meteorito em Sant Pedro do Atacama; Uzi Por Aí – Museu Casa de Miguel de Cervantes


Aproveite e siga o Turistando.in nas redes sociais e clique no círculo abaixo para salvar este post no Pinterest:

pinterest e social 2 Conhecendo o Museu Albertina em Viena #museumweek

 

pinit fg en rect red 28 Conhecendo o Museu Albertina em Viena #museumweek

Compartilhe este post:

Planeje a tua viagem conosco

Clicando nas imagens abaixo, você encontra preços especiais e ainda ajuda o blog sem gastar nada!

About Juliana (www.turistando.in)

Sou a mãe do Léo quase full-time, professora de italiano (por algumas horinhas), esposa de um doutorando (que me deixa maluca) e, claro, a faz-tudo do Turistando.in!

24 thoughts on “Conhecendo o Museu Albertina em Viena #museumweek

  1. Fiquei apenas três dias em Viena, o Albertina ficou faltando conhecer, infelizmente, não foi dessa vez, o Museu da História da Arte, além do acervo espetacular, o prédio já vale a pena.

  2. Adorei conhecer esse museu pelo seu post. Tenho muita vontade de conhecer Viena e esse museu certamente vai estar no roteiro. Gostei bastante de você ter chamado a atenção para a acessibilidade do museu, principalmente considerando aquela escadaria que é uma marca registrada do museu e que poderia desanimar os desavisados.

  3. Juliana, estive em Viena em maio do ano passado e tive um certeza: preciso voltar! Passei apenas um final de semana o que foi muito pouco para uma cidade tão linda e culturalmente rica como essa. Não conheci o Albertina, uma pena! Adorei o post!

  4. Também falei sobre o Albertina e achei que seu post ficou ótimo! Um trouxe informações diferentes do outro, muito legal ver outros pontos de vista. Beijão!

  5. Fiquei encantada com a pintura dos degraus na entrada e eles quase me convenceram a entrar, mas eu já tinha visto tantos museus em Viena… quem quiser ver Klimt, tem que ir no Belvedere. Passamos o dia por lá, de tanto que há pra ver.

Deixe aqui teu comentário ou tua dúvida:

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.