Budapeste na Hungria

em Budapeste

A região está cheia de casa de óperas e igrejas.

Decidimos de última hora fazer turismo em Budapeste.  Ela foi a última cidade de nossa super trip europeia e da mini trip que fizemos pela Europa central.

Se você tem nos seguidos, viu que estávamos em Berlim e que no final de nossa estadia por lá fizemos Praga, Bratislava, Viena e Budapeste.

Não sei se você sabe, mas a cidade de Budapeste é dividida pelo rio Danúbio, o mesmo que também passa por Bratislava e por Viena.

De um lado está o centro da cidade, conhecido como Peste e do outro lado do rio, a parte alta chamada Buda, onde se encontra o castelo de Budapeste.

Como chegamos em Budapeste?

Nós estávamos em Viena e decidimos continuar com a Student Agency, uma ótima e confortável companhia de ônibus Low Cost.
A passagem para nós 3 saiu 36€ (como disse anteriormente, eles cobram a passagem de crianças, mas pelo menos temos o direito à um assento a mais).

Conhecendo a cidade de Budapeste na HungriaDecidimos pegar o último ônibus que partia de Viena (na estação Stadium) às 17h25.
Fizemos a compra da passagem por celular e mostramos o bilhete para a assistente na tela do celular (além do motorista, terá uma pessoa que faz o controle dos passageiros, entrega café e nos auxilia quando necessário), sem a necessidade de imprimir.

Não há, pelo menos não por essa companhia, uma linha que faz Viena – Budapeste direto. Descemos em Bratislava e esperamos o ônibus que vinha de Praga. Se você não conheceu esta pequena e interessante cidade, pode ser bacana pegar o 1° ônibus que parte de Viena, deixar as malas em algum locker na rodoviária (não prestei atenção, mas deve ter), visitar Bratislava e depois, pegar o último ônibus para Budapeste, que sai às 17h15.

Leia também: Como chegar e o que fazer em Bratislava

O ônibus chegou às 22h45 em Budapeste e parou em um ponto na Engerthstrasse próximo de uma estação de metrô. Estava escuro e seguimos todos que saíram do ônibus.

Não sei se durante o dia tem bilheteria aberta, mas compramos nossos bilhetes de metrô com cartão de crédito (sem saber se daria certo, se estávamos fazendo certo e quanto custava aquela passagem – rs).

Onde nos hospedamos?

Conhecendo a cidade de Budapeste na HungriaO ideal é se hospedar em Peste, a parte baixa e plana da cidade, nas proximidades do centro (eu considerei a praça Erzsébet tér como local central da cidade).

Como a cidade é famosa pela sua balada noturna, se você deseja ficar em hostel e não está afim de festa, escolha os “family hostels” ou algum que não seja considerado “party hostel

Nós ficamos no hostel Maverick (meio boutique), em uma rua um pouco distante (5 min a pé) da praça central, mas famosa por ser a rua dos bares e restaurantes. A nossa hospedagem também foi super agradável e tranquila. Nossa melhor noite de sono dessa trip.

Leia também: Nossa hospedagem no Maverick City Lodge Budapeste

.

Fazendo turismo em Budapeste

Conhecendo a cidade de Budapeste na Hungria
Clique para aumentar a imagem

Como disse acima, a cidade (ou melhor, a parte turística) é dividida em Buda e Peste pelo rio Danúbio.

Buda é a parte alta da cidade e onde se encontra o castelo e o Bastião dos Pescadores.

Peste é a parte baixa e plana e onde se encontra o centro da cidade e muitos pontos turísticos, entre eles, o Parlamento.

Para que esse post não fique imenso, escreverei mais outros 2 posts; um descrevendo o que ver em Buda e outro em Peste.

😉

  • O que fazer em Peste

A maior beleza em Peste certamente é o monumental prédio do Parlamento. Ele está a margens do rio e vê-lo de Buda também é lindo!
Além do parlamento, você pode fazer uma visita à Casa de Opera húngara, à igreja de Santo Estevão e ver algumas das Sinagogas presentes na cidade e procurar delicias nacionais no mercadão central da cidade.

Veja: Conhecendo o lado Peste

  • O que fazer em Buda

Disparado, o castelo e o bastião dos pescadores são os pontos mais visitados. Além de bonitos, você tem uma vista incrível da cidade. Eu ainda acrescento a Galeria Nacional Húngara, que se pertence ao complexo do castelo, para mim, o museu mais interessante da cidade.

Veja: Conhecendo o lado Buda

  • Entre Buda e Peste

Entre as duas partes da cidade temos o rio Danúbio. Para atravessá-lo, precisamos usar pontes. As pontes que se encontram na área central são lindas, em particular o cartão postal da cidade, a Ponte das Correntes (Széchenyi Lánchíd). A ponte modernosa Elisabeth (Erzsébet híd) também é bonita, assim como a Ponte da Liberdade (Szabadság híd), perto do mercadão.

Um local que não fomos por conta do frio, mas que deve ser um passeio bem interessante é conhecer a ilha Margareth (Margitsziget).


Seguro viagem

Muita gente não faz, mas ficamos com tanto receio da altitude e de trilhas que faríamos quando fomos para o Peru e decidimos fazer seguro saúde. Foi a primeira vez que fizemos e, desde então, começamos a fazer para todas as nossas viagens (principalmente agora, viajando com o Léo). Dependendo da gravidade, médicos vão até a tua hospedagem te medicar. E eles também reembolsam medicações! Caso você não saiba muito bem como funciona, leia também nosso relato:  Seguro viagem (Dicas para viajar grávida ou com crianças)

Faça uma simulação com a nossa parceira Seguro Promo. Ao inserir o código TURISTANDOIN5, você obtém 5% de desconto.


Hospedagem

Temos parceria com o Booking. Toda vez que você fizer uma reserva usando os links e banner deste blog, eles nos pagam uma pequena comissão. Este valor ajuda a manter o nosso blog. E' uma forma econômica de nos ajudar (pois você não pagará nada a mais para o Booking). Por isso,faça uma simulação com o banner na lateral desta página ou clique aqui.

Outra forma de nos ajudar com hospedagens: o AirBnb oferece R$ 100,00* de bônus para novos inscritos desde que tua hospedagem ultrapasse R$ 190,00 *(sem contar com a limpeza). Para isso, faça seu cadastro usando este link.

(*) como o valor é medido em base ao dólar, ele pode sofrer alterações. Leia antes as regras.


Aluguel de Carro

Outra parceria do blog é com a RentCars, que oferece bons valores para o aluguel de carro, além de parcelar e de não cobrar IOF para carros alugados no exterior. Para fazer uma simulação, clique aqui. Assim como as hospedagens e o Seguro, ao fazer sua reserva utilizando os links do Turistando.in, receberemos uma comissão e isso ajuda a manter o blog sempre ativo.


About Juliana (www.turistando.in)

Sou a mãe do Léo quase full-time, professora de italiano (por algumas horinhas), esposa de um doutorando (que me deixa maluca) e, claro, a faz-tudo do Turistando.in!

10 thoughts on “Budapeste na Hungria

  1. Ai que saudade de Budapeste. Foi nosso destino após Praga. Fomos de trem, adoramos a viagem e os dias que ficamos na cidade. Caminhamos muito a pé para vermos o máximo que podíamos. E o trenzinho amarelo que é o mais antigo da Europa? Demais passear nele com o Danubio ali bem pertinho.

  2. Budapeste está nos meus planos, e foi ótimo saber que tem essa opção de ônibus de Viena para lá. Quem sabe não consigo fazer ainda esse ano?

    Bjs
    Dani Bispo

  3. Parabéns pelo post! Sempre tive vontade de conhecer Budapeste, depois de ler esse blog tenho mais vontade ainda kkkkkkkkkkkkkkkkk Você soube explicar muito bem detalhes que fazem a diferença. Obrigada por compartilhar essas dicas! =)

Gostou? Tem dúvidas? Nos deixe uma mensagem: