Degustando cerveja artesanal no Taberna MF Resto Beer

Taberna MF Gramado
Gostou? Compartilhe este texto:
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •  

Quem nos conhece sabe que adoramos uma cervejinha! Principalmente em companhia dos amigos. Como não conhecia ninguém da cidade (conheci a Janaína em Gramado), procurei pelo Tripadvisor. Encontrei algumas, mas me interessei pelo Taberna MF Resto Beer, um local dentro da cidade, pertinho do centro e que, além de servir cervejas artesanais, servia refeição.

Por causa da amamentação, tenho evitado qualquer tipo de alcoólico, mas às vezes dou uma escapadinha (bombear leite é a saída!!!!)
😉

Conhecendo o Taberna MF Resto Beer

A casa não tinha site…. apenas uma página do Facebook. Encontrei inclusive um blog de um apaixonado por cerveja que visitou o local. Dei uma zapeada rapidamente na página (leia aqui ), anotei o endereço e fomos almoçar no domingo!
Apesar de estar no centro (está a poucos passos da rua coberta), a taberna é afastada da zona turística, o que te proporciona um almoço tranquilo, sem filas e zumzumzum de pessoas.
Assim como muitos locais em Gramado, o bar / restaurante não abre às segundas e almoço somente aos finais de semana!
Chegamos lá em um dos dias mais quentes da nossa estadia! Eu tinha decidido usar o sling para carregar o Leo e ao chegar, o Agnaldo, um dos donos do local, arranjou duas almofadas durinhas para deitarmos nosso bebê ali. Se ele fosse maiorzinho, teria uma cadeirinha o esperando!
Abrindo o belíssimo menu com capa de madeira (foto abaixo), perguntamos um pouco sobre as cervejas e ele explicou que o local é um hobby para os proprietários e que, apesar dos vários rótulos de cervejas nacionais e internacionais disponíveis na casa (mais de 100), o forte são as cervejas produzidas por eles. No cardápio, vimos uma degustação de 6 chopes da casa e, claro, resolvemos provar.

Para o almoço, perguntamos qual era o prato que mais saia ali e o Agnaldo nos respondeu: O nosso bife a parmigiana faz bastante sucesso. Além do bife, a casa oferece hamburguês, saladas, petiscos, carne e massas, mas resolvemos provar a parmigiana.
A degustação chegou em uma bandeja de madeira (assim como o cardápio da cerveja) e um papelzinho dizendo qual era cada uma. Papel, copo e menu nas mãos, começamos a degustá-las.
Antes, um parêntese (rs). Você já se diverte com o cardápio.
Eles dividiram as cervejas pensando em nosso paladar, iniciando com 3 tipos de cervejas “começando bem de leve“, passando por mais 4 tipos “separando os guris das cocas colas” e finalizando com outros 4 tipos “chama a mãe que a coisa ficou séria” (rs).
Em nossa degustação encontramos 2 cervejas “bem de leve” e 1 cerveja “chama a mãe” e nenhuma delas eram realmente levinhas.
As que provamos eram fortes, bem encorpadas e aromáticas. E muito curioso sentir um cheiro bem doce, de alguma fruta conhecida e degustar algo realmente forte (e depois querer encontrar o “sabor daquele cheiro” dentro da cerveja).
Foi uma experiência bastante interessante!

O ruim é que começamos a ler informações sobre elas no cardápio antes de degustar e no calor do Saara que fazia em Gramado, as últimas estavam quase quentes (mas são cervejas saborosas. Dizem que tomamos cerveja estupidamente gelada para não percebermos que nossas cervejas são ruins. Degustando essas artesanais, começo a crer que seja verdade – rs).
Enquanto degustávamos as cervejas, o Agnaldo perguntou nossos nomes e virou as costas. Em poucos minutos ele apareceu com duas taças com nomes marcados.
Eles fazem um copo especial para seus bons clientes e quando eles vão lá, bebem em suas próprias taças. Ele não tinha nenhuma taça com nossos nomes, mas nos exibiu duas (foto acima).
Mal terminamos a degustação, chegou o nosso prato. O filé à parmegiana era imenso e grosso! Em um prato separado veio a batata frita, o arroz e uma tigela com porção de folhas (acho que não fazia parte do prato. Não me lembro).
Parmigiana gigantesca! Inteira na travessa, metade no prato!

Posso divagar mais um pouco?

Enquanto almoçava, comecei a me lembrar que a última vez que eu havia comido uma boa parmigiana foi quase 1 ano atrás.

Era dia 17 de janeiro e uma fome tremenda me bateu ainda no início de nossa caminhada noturna (Eu e o Thiago costumávamos caminhar no minhocão durante a noite. Depois da gravidez ficou mais complicado). Por causa disso, fomos jantar no Bar Chope Escuro, aqui no centro de SP, e pedimos uma parmegiana. Lembro-me que estava boa, mas até hoje me “emputeço” com o preço (quase R$ 90,00 por uma travessa com carne, arroz e algumas fritas).
E 3 dias depois descobri que estava grávida!!!
😀

Mas voltando…. essa do Taberna MF Resto Beer, em uma das cidades mais caras do Brasil, custou a metade do preço daquela que comemos em SP e, além de uma melhor apresentação (não tinha cara de P.F – rs), era bem mais gostosa! Aliás, pela foto a carne parece pequena, mas ela é imensa. A metade cobria um prato individual! 
Na saída, fotografei um pouco a casa (clique nas fotos para amplià-las) e achei um banco decorado com o símbolo da Birra Moretti ao lado de uma das minhas preferidas, a Erdinger!
Preços (janeiro 2015): O nosso prato (parmigiana) custou R$ 48,00 para duas pessoas. A degustação de 6 chopes da casa em copinhos de 70 ml por R$ 15,00.

Reservas: Fizemos a nossa reserva por FB. Mas também é possível por email: [email protected].

Horários de funcionamento (segundo o Facebook):

Terça a Quinta das 16h as 23h e Sexta a Domingo das 11h30 as 23h

Endereços:

Rua Senador Salgado Filho, 170 | Centro, Gramado, RS
054 3286-2554


Gostou? Compartilhe este texto:
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •  

Antes de viajar, não se esqueça de fazer o seu seguro viagem conosco. Use o cupom TURISTANDOIN5 e receba 5% de desconto. Aproveite e faça a reserva de hotel e do aluguel de carro conosco. Se quiser, entre em contato conosco. Fazemos todas as reservas de tua viagem gratuitamente.


About Juliana (www.turistando.in)

Sou a mãe do Léo quase full-time, professora de italiano (por algumas horinhas), esposa de um doutorando (que me deixa maluca) e, claro, a faz-tudo do Turistando.in!

Gostou? Tem dúvidas? Nos deixe uma mensagem: