8on8 – Patrimônio Mundial da Unesco na Itália

Patrimônio Mundial da Unesco na Itália

Sabia que a maioria dos Patrimônio Mundial da Unesco estão na Itália? São tantas cidades que eu nem conseguiria lista aqui, até porque tive oportunidade de conhecer apenas 20%. Vamos ver alguns deles?

Patrimônio Mundial da UNESCO na Itália

O 8on8 deste mês é sobre Patrimônio Mundial da Unesco e, obviamente, escolhi a Itália para representar esse meu projeto fotográfico.

Para quem não sabe, a Itália detém junto com a China, o maior número de Patrimônio Mundial da Unesco, com 55 bens na lista de 2019 e a velha bota já inseriu 41 lugares candidatos a entrar futuramente.
A maioria desses bens são classificados como bens culturais e nesse quesito, a Itália ganha disparado, com 50 bens (apenas 5 classificados como bens naturais).

Muitos desses patrimônios englobam inteiros centros históricos e, para variar, foi bem difícil escolher desses 55 ligares, apenas uma seleção de 8 Patrimônio Mundial da Unesco na Itália e, por isso, decidi deixar de lado alguns lugares que eu já retratei aqui no blog e que serão meus bonus:

* Centro Histórico de Roma
* Centro Histórico de Florença
* Centro Histórico de Verona
* Veneza e sua laguna (baía)
* Gênova: A rua Garibaldi (Le Strade Nuove e os Palazzi dei Rolli)
* Cinque Terre (com Monterosso al Mare, Vernazza, Corniglia, Riomaggiore e Manarola).

Mas bora lá para a minha seleção em ordem alfabética?

1) Alberobello – A cidade dos trulli

8on8 patrimonio Unesco Italia Trulli di Alberobello foto Pixabay Turistando.in  8on8   Patrimônio Mundial da Unesco na Itália
A ruazinha cheia de “trulli”

Poucos conhecem Puglia (Apúlia) no sul da Itália (o salto da bota – rsrsrsrs), mas a região é cheia de cidades com paisagens belíssimas e curiosas. Um desses lugares é a cidade de Alberobello, entre as províncias de Bari, Brindisi e Taranto.

Sua particularidade, que a fez virar patrimônio Unesco em 1996, é a existência dos Trulli, as casinhas brancas com tetos cônicos.

Sobre sua construção, pesquisadores ainda tentam descobrir o motivo de sua origem. Há quem diga que era o modo pelo qual os moradores não pagavam impostos (pois eram tratadas como casa temporária), outros dizem que o teto era fácil ser desmontado e, desta forma, era passada por armazém e não residência.

Independentemente, a cidade de Alberobello com tantas casinhas cônicas se torna uma das paisagens mais bonitas da Itália.

 Veja tour por Alberobello.

Como ir para Alberobello?

Para chegar até a cidade de Alberobello em trem, você deverá ir até Bari e de lá pegar um ônibus. O ideal, claro, é fazer uma roadtrip pela região, principalmente se você curte praia.
A famosa
Polignano al Mare, por exemplo, está bem próxima.

 

Alberobello no site oficial da Unesco


2) Assis – Complexos franciscanos

8on8 patrimonio Unesco Italia Sao Francisco de Assis Turistando.in  8on8   Patrimônio Mundial da Unesco na Itália
A vista da praça e da Basilica Superior de San Frascesco di Assisi

A Basílica de São Francisco, junto com outros complexos franciscanos da região, entrou em 2000 para a lista de Patrimônio Mundial da Unesco. Além da importância religiosa, temos uma quantidade imensa de afrescos importantíssimos feitos por Cimabue (o primeiro nome que temos da arte italiana) e por seu aprendiz, o grande Giotto (que obviamente o superou).

Além da beleza e riqueza cultural da Basílica de São Francisco, algo que me atirou muito a curiosidade é que ela tem dois andares! Assim, você pode visitar a parte inferior e a superior.

Outra igreja importante é a Igreja de Santa Chiara, na entrada da cidade (e do pátio dela podemos apreciar uma vista incrível da região). Dentro podemos ver o crucifixo original de São Damião, além da tumba da santa.

A Catedral de São Rufino também é importante pois nela se encontra a fonte onde foram batizados São Francisco e Santa Clara. Dessa igreja eu adorei sua fachada. Ainda nela pode-se visitar a cripta que em um passado estava o corpo de São Rufino. Hoje ela conserva afrescos do séc. XI e o sarcófago romano do séc III.

A cidade em si é uma graça e vale a pena se perder durante uma jornada pela cidade. Se você curte vistas panorâmicas, não deixe de procurar a Rocca Maggiore.

 Basílica de São Francisco e para tour por Assis.

Como ir para Assis?

Muita gente faz bate e volta a partir de Roma ou Florença e é possível fazer isso via Trenitalia. O problema é que Assis está no alto de uma colina e a estação mais próxima fica em Santa Maria degli Angeli.
Dessa cidade, precisa pegar um ônibus. O percurso de Roma ou Florença dura por volta de 2h40, caso você consiga pegar um dos trens que vão direto. A partir de Roma a maioria exige uma troca em Perugia e pode levar até 3h.

Diria que esse percurso vale mais a pena para quem pretende se hospedar uma noite por lá. Do contrário, para apreciar melhor a cidade, aconselho escolher uma excursão que parta de Florença ou de Roma (mais possibilidades aqui). 

 

Assis no site oficial da Unesco


3) Matera e a cidade nas pedras (Sassi)

8on8 patrimonio Unesco Italia Sassi di Matera Turistando.in  8on8   Patrimônio Mundial da Unesco na Itália
Sassi e suas duas divisões. Nesta foto não é possível perceber que do lado direito, apòs o vale, se encontram algumas cavernas

Um dos lugares mais incríveis da Itália passa-se despercebido por muitos turistas apressados, até porque, não se encontra perto dos pontos turísticos mais visitados.

A cidade de Matera, uma das províncias da Basilicata, no sul da Itália, conserva um extraordinário antigo ecossistema urbano, capaz de demonstrar a habitação local desde a era Paleolítica.

Conhecido como Sassi di Matera, a cidade italiana feita nas pedras (sassi em italiano) e suas igrejas rupestres, entrou na lista em 1993 e foi o primeiro lugar que visitei na Itália uma semana após a minha chegada à Rionero in Vulture, cidade que morei por quase 3 meses.

 

 City Pass e tours por Sassi di Matera.

Como ir para Matera?

Trens pelo sul é um pouco complicado. O ideal alugar um carro. Mas se a ideia é fazer por conta, aconselho procurar opções dentro do site da Italo (trens velozes mais econômicos que a Trenitalia) que faz o trajeto para Matera com a linha Turim – Nápoles (passando por Milão, Bolonha, Florença e Roma).  A Tiqtes vende antecipadamente o Matera Pass, além do ingresso para outras atrações.

Basilicata e Puglia são duas regiões riquíssimas de beleza e que vale a pena uma bela roadtrip.

 

  Matera no site oficial da Unesco


4) Pisa e a Piazza del Duomo

8on8 patrimonio Unesco Italia Piazza dei Miracoli Torre di Pisa Turistando.in  1 8on8   Patrimônio Mundial da Unesco na Itália
O Duomo de Pisa com a Torre Pendente ao fundo

Certamente a mais famosa de minha lista. A Piazza del Duomo, conhecida popularmente como Piazza dei Miracoli (Praça dos Milagres) graças ao poeta Gabriele D’Annunzio, entrou para a lista Unesco em 1987. Pisa se encontra na Toscana, perto do mar Tirreno e Lígure e nele passa o Rio Arno (o mesmo que também passa em Florença).

Mas não é apenas a famosa Torre Pendente, o campanário da igreja, que faz parte da lista de patrimônio Unesco. A Piazza é composta do Duomo de Pisa, do Batistério e do incrível Cemitério (camposanto) Monumental (que muita gente deixa passar batido).

Fura fila e tours por Pisa.

Como ir até Pisa

O modo mais fácil e que todos fazem é o famoso bate e volta de Florença, dando ainda uma passadinha em Lucca. Eu fui a partir de Gênova, em meu caminho para Siena (precisava fazer a troca de trem nessa estação central). Você pode fazer isso por conta, ou ver se este passeio te interessa.

Apesar de existir hotéis em Pisa, o ideal é se hospedar em Florença mesmo. 

 

  Pisa no site oficial da Unesco


5) San Gimignano e suas 14 torres

8on8 patrimonio Unesco Italia San Gimignano Turistando.in  8on8   Patrimônio Mundial da Unesco na Itália
Visitei a cidade em um dia bem assustador, mas imaginem essa foto melhor tirada em um dia lindo? Essa foto foi tirada na Rocca, a parte mais alta da cidade

Era semana de meu aniversário de 30 anos. Peguei um trem de Gênova sentido Siena e antes de ir embora, dei uma passadinha na famosa “Manhattan Medieval”.

A cidade é um encanto. Se encontra na parte mais alta da cidade e na subida já é possível avistar as famosas 14 torres que restaram.
O centro histórico de San Gimignano entrou para a lista de Patrimonio Unesco em 1990. É um belo exemplo de um burgo medieval, fechado por um grande muro, com ruas estreitas e labirínticas, casas de tijolinhos, fortaleza (rocca) na parte mais alta e muitas torres.

Dica: Subam até a Rocca e apreciem uma vista incrível da cidade e da Toscana.

Tiqets Fura filatours GYG por San Gimignano.

Como ir para San Gimignano

A Toscana é famosa pelas roadtrips. É dessa forma que muita gente conhece lugares incríveis e foi assim que minha ex aluna Eda conheceu essa cidade e me indicou.
Eu, como estava sozinha em uma viagem bem econômica, fui de trem. De Siena desci em Poggibonsi e peguei um ônibus em frente à estação que nos leva até a entrada da cidade.
Um outro modo mais fácil é escolher uma das inúmeras excursões que a GYG oferece partindo de Florença ou Siena. Muitos desses passeios também incluem visita às vinícolas de Chianti. Uma aluna fez este passeio a partir de Siena e adorou.

Muita gente faz Florença ou Siena como base, mas há alguns hotéis na cidade.


  San Gimignano no site oficial da Unesco


5) Siena

8on8 patrimonio Unesco Italia Piazza del Campo Siena Turistando.in foto Pixabay 8on8   Patrimônio Mundial da Unesco na Itália
A piazza del Campo com o Palazzo Pubblico e a famosa Torre del Mangia em destaque

Sabe a tal viagem que fiz na semana de meus 30 anos na qual passei por Pisa e San Gimignano? Bom, o destino era Siena. Me hospedei lá por 2 dias e me encantei com seu centro histórico. E é justamente ele que entrou na lista Patrimônio Mundial da Unesco em 1995.

Suas ruazinhas lembram as ruas medievais de San Gimignano (assim como as ruas de outras cidades medievais toscanas), mas com um centro histórico muito maior e dividido por 17 bairros (contrada) de nomes curiosos como Dragão, Unicórnio, Porco Espinho, Caracol, Lagarta e por aí vai.

Além disso, a quantidade de igrejas e palácios de grande relevância arquitetônica, artística e histórica é imensa (veja aqui) e meu destaque vai para o belíssimo Duomo di Siena. Mas não deixem de apreciar a curiosa Piazza del Campo (foto), onde ocorre o famoso Palio di Siena.

Tiqets Fura filatours GYG por Siena.

Como chegar em Siena

O ideal é ir para Siena de carro, mas também é possível chegar nela de trem. Única coisa ruim é que a estação fica na parte baixa da cidade e para pegar ônibus ou taxi, você terá que percorrer um bom caminho e pegar algumas escadas. Eu aconselho passar pelo menos 1 noite na cidade ao invés de um bate e volta, mas se for o caso, pesquisem algumas excursões da GYG.

Se pretende ficar um pouco mais na cidade, o ideal é se hospedar no centro da cidade (dentro dos muros) e não do lado de fora (a parte moderna, mas também mais barata). Quanto mais perto da Piazza del Campo, melhor. 


  Pisa no site oficial da Unesco


7) Turim e os palácios reais 

8on8 patrimonio Unesco Italia Palazzo Reale Torino Turistando.in  8on8   Patrimônio Mundial da Unesco na Itália
Euzinha, anos atràs, em frente ao Palazzo Reale di Torino

Eu jà disse aqui diversas vezes que essa é a minha cidade favorita na Itália e que um dia irei morar lá. Foi a primeira cidade que visitei no norte italiano e aquela que, como já disse aqui, reencontrei o Thiago após 3 meses na velha bota e ele em Paris.

Mas, voltemos ao tema! Foi em Turim, no noroeste da Itália, que se deu início aos primeiros movimentos da unificação italiana e ela foi a primeira capital do país. Para a lista de Patrimônio Mundial da Unesco, entraram em 1997 todos os palácios reais da família as Savoia em Turim e os arredores da cidade.
No centro da cidade é que encontramos a maioria dos prédios que entraram nessa lista, como o Palácio Real (e muitos prédios que o compõe), o Palácio Madama e Casaforte degli Acaja, o Teatro Regio e o Palazzo Carignano.

Tiqets City Pass, Fura filatours GYG por Turim.

Como ir para Turim?

Se você está na Itália, normalmente todos os trens que vão para Turim passarão por Milão. Se você está perto da costa do Tirreno (Pisa ou Cinque Terre, por exemplo), pode ser uma alternativa fazer essa road trip que proponho até Genova e de lá seguir para Turim.


  Turim no site oficial da Unesco


8) Urbino

8on8 patrimonio Unesco Italia Palazzo Ducale Urbino foto Pixabay Turistando.in  8on8   Patrimônio Mundial da Unesco na Itália
Uma vista do Palazzo Ducale d’Urbino

E por fim, chegamos em Urbino, no centro da Itália (Le Marche), considerada junto com Florença uma das principais cidades do Renascimento Italiano, principalmente em sua arquitetura.

Cidade natal do pintor Rafael Sanzio e da família Montefeltro, seu centro histórico entrou para a lista de Patrimônio Mundial da Unesco em 1998. Sua maior atração é o Palazzo Ducale, que praticamente é todo o centro histórico.

Destaque para a Galeria Nacional

Tiqets City Pass, Fura filatours GYG por Urbino..

Como ir para Urbino?

Se você está na Itália, normalmente todos os trens que vão para Turim passarão por Milão. Se você está perto da costa do Tirreno (Pisa ou Cinque Terre, por exemplo), pode ser uma alternativa fazer essa road trip que proponho até Genova e de lá seguir para Turim.


  Urbino no site oficial da Unesco


A seleção completa você pode encontrar na página da própria Unesco acessando este link.


Mais Patrimônio Mundial da Unesco no 8on8

Entre PolosAcrópole de Atenas – Uma Viagem à Grécia Clássica; Travel Tips BrasilBath Inglaterra – o que fazer na cidade?Let’s Fly Away –  Nara Japão: roteiro de viagem para se encantar; Destinos por onde andei…A Última Ceia de Leonardo Da Vinci – Milão; O Berço do MundoBom Jesus de Braga: património mundial da UNESCO; Mulher Casada Viaja: As Cinque Terre da Ligúria, Itália.


Gostou do post? Que tal nos ajudar sem gastar nada?

Um jeito fácil de nos retribuir sem gastar nada é reservando sua viagem usando um de nossos links de afiliados, pois parte da comissão vem para nós.

Desta forma, ao reservar um hotel pelo Booking, não use o navegador ou um app. Use um de nossos links aqui no blog (no post ou na lateral). E se tiver que cancelar, volte aqui para remarcar .

O mesmo acontece quando você aluga um carro, compra um chip internacional ou compra algum ingresso online comigo pela Tiqtes ou pela Get Your Guide. Você fura as imensas filas, não perde seu tempo e nos dá uma super força, apenas comprando por esses links.

E para finalizar, não se esqueça de seu Seguro Saúde. Temos parceria com a Seguros Promo. Eles oferecem uma boa gama de seguradoras e valores mais baixos para o seu seguro. Usando o cupom TURISTANDOIN5, você ganha 5% de desconto e pagando com boleto, você ganha mais 5%.


Aproveite e siga o Turistando.in nas redes sociais e clique no círculo abaixo para salvar este post no Pinterest:

pinterest e social 2 8on8   Patrimônio Mundial da Unesco na Itália

Pin do Pinterest

About Juliana (www.turistando.in)

Sou a mãe do Léo part-time, professora de italiano (por poucas horinhas), esposa de um pós-doutorando (que me deixa maluca) e, a faz-tudo do Turistando.in! ;)

Deixe aqui teu comentário ou tua dúvida:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Subscribe  
Notify of
GISELE PROSDOCIMI

Oi, Ju, acredita que embora já tenha visitado a Itália por três vezes, ainda não conheço nenhum destes patrimônios da Unesco?
Preciso voltar e incluí-los na lista de conhecidos, porque realmente são maravilhosos e muito interessantes.
Amei as fotos, e deu uma saudade danada da Itália, país que mora no meu coração.
Parabéns, excelente post, amei.
Grande beijo.

Ruthia Portelinha

A sua selecção para este 8on8 é tão emocionante como desanimadora. Emocionante porque me recordou porque sou apaixonada pela Itália, com toda a sua monumentalidade. Desanimadora porque ainda não conheço um único dos locais que tão belamente descreveu. O que mais gostaria de conhecer é a cidade de Alberobello, com as suas lindas casinhas cónicas…
Tanto mundo para descobrir e tão pouco tempo/orçamento… suspiro…
Beijinho