Onde ficar em Budapeste: Maverick City Lodge hostel

Hostel Maverick City Lodge em Budapeste
Gostou? Compartilhe este texto:
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •  

Onde ficar em Budapeste?

Hostel Maverick City Lodge em BudapesteFicamos 3 noites no hostel Maverick City Lodge. Último hostel desta nossa curta trip de 11 dias pela Europa Central. Escolher um hostel aqui não foi fácil, pois a maioria dos hostels não são Family hostel ou baby friendly, mas encontramos o Maverick City Lodge que também havia um berço!
😉

Assim como o Wombats em Viena, e diferente dos outros dois primeiros hostels que fomos (o Ahoy! em Praga e o Downtown Backpacker em Bratislava), o Maverick City Lodge foi construído com o objetivo de ser um hostel (nos outros é bem visível que era um antigo prédio adaptado).
Eu até iria mais além e o chamaria de hostel Boutique ou de um hotel jovem e descolado (tanto que a maioria dos hóspedes que vimos por aqui carregavam suas malas de rodinhas e não mochilas).

Ele é bem limpo, organizado, com quatro andares e elevador. Os quartos coletivos estão no primeiro andar e os privativos suíte nos outros andares.

Sua localização é central, em uma rua super agitada, com bares e restaurantes, perto de metro e menos de 10 minutos a pé até a praça central (acho que se chama Deák Ferenc). Sua avaliação online também é boa: TripAdvisor (4.5 de 5), Booking (9.2 de 10) e Hostelworld (93%) (notas de mar/2016).


(Clique nas fotos para ampliá-las)

Como chegar até o Maverick City Lodge?

Maverick City Lodge map
Neste mapa, mostro a distância do metro Astoria até o hostel e do hostel até a praça principal de Peste, Deák Ferenc.

O hostel Maverick City Lodge está a algumas quadras da estação Astoria da linha Vermelha. Nós fomos para Budapeste de ônibus (Student Agency) que saiu de Bratislava (estávamos em Viena, mas pegamos um bus até Bratislava para pegar esse até Budapeste).

Como pegamos o último ônibus, chegamos a noite. Ele parou em um local perto da estação de metrô e, mesmo sem saber se era correto, seguimos a galera (não sabíamos como dizia metro em húngaro).

A estação estava vazia, apenas com moradores (ou refugiados. Não sei dizer) dormindo no chão. Compramos o bilhete com cartão de crédito (pois não havia ninguém ali) e entramos no trem.

A estação pertencia a linha Azul e seguimos até Deák tér, para ali, mudarmos para a linha vermelha e descemos na Astoria.

O aeroporto é próximo da cidade e tem um ônibus (200E) que liga o aeroporto até uma estação final de metro (não me lembro o nome) e em 1h você chegará até o hostel (fazendo basicamente o que fiz com o ônibus, descendo em Deák tér até Astoria)

Eu não vi como seria com trem, mas a estação está à 15min. do hostel!

Localização do Maverick City Lodge

A localização do hostel é ótima. Fica em uma das ruas badaladas da cidade, cheia de barzinho e restaurantes, a Kazinczy, uma travessa da outra rua badalada a Király (que inicia na praça principal da cidade).
Além de bons restaurantes, há alguns supermercados nas proximidades e casa de cambio (a moeda oficial é a Florim).
O metrô da linha vermelha (Astoria) também não está distante, mas como ele não tem elevador, preferíamos andar até a praça central para pegar o trem na estação Deák Ferenc tér.

O hostel

Hostel Maverick City Lodge em BudapesteEle é imenso, com uma decoração bem jovem e descolada. No andar térreo temos a recepção e uma deliciosa sala de convivência, com jogos, computadores, sofás e um violão, além de suco e frutas grátis. Para subir aos andares, é necessário usar o cartão eletrônico.

Há uma porta que liga diretamente ao restaurante do hostel (o Fat Mama! Falarei em breve sobre ele).

No 1° andar estão os quartos compartilhados e a cozinha. Não vi os quartos, mas usamos a cozinha, limpa, ampla e bem equipada. Tem saquinhos de chá e café a disposição!

A partir do 2° andar temos um hostel com aparência de hotel. Os quartos são privativos; acho que todos são suítes e o cartão de entrada também permanece em um espaço perto da porta do quarto que liga automaticamente as luzes (sistema comum em hotéis).

O quarto double

Ficamos em um quarto privado com cama de casal e banheiro privativo. E o mais legal: com um bercinho ao lado!!!!!

O quarto é limpo, com estantes e cubos ao invés de um armário e suporte com cabides. A cama de casal é tamanho king e é bem confortável, com duas luminárias.

O quarto não tinha mesinha e nem guarda roupa e o parapeito da janela era bem largo como o de Viena e também usamos o espaço para guardar coisas – rs.

Nosso quarto dava para a rua do hostel e, mesmo assim, não tivemos problemas com barulho (a janela é antirruído). Tivemos uma ótima noite de sono. Diria até que a melhor que tivemos durante essa curta trip (certamente por causa do berço. Não quisemos acostumar nosso filho a dormir conosco).

O banheiro do nosso quarto também tinha um bom tamanho, maior que na maioria dos hostels, com um chuveiro box e aquecedor (que vira secador de toalhas). Outra coisa boa: Água quente e sem temporizador.

Internet

A conexão é ótima. Há roteadores em cada andar e o que eu usava do 2° andar pegava no restaurante do térreo (que também tem um roteador próprio). A velocidade é boa e não caiu nenhuma vez conosco.

A cozinha

Hostel Maverick City Lodge em Budapeste
Chá, achocolatado e leite grátis

A cozinha do hostel fica no 1° andar.
O espaço é grande e amplo, dividido em cozinha (estilo americana) e sala de jantar (com várias mesinhas de madeira). Ela está sempre cheia de gente e foi difícil fazer fotos (fiz poucas. Sorry! Vou ver se no site oficial tem mais).
Durante a manhã, quem não quiser pagar pelo café da manhã, pode fazer o seu café aqui! O mesmo para almoço e janta.

Há duas geladeiras grandes e dois armários. Ambos para guardar alimentos da galera. Tem uma parte do armário reservado à comida grátis (deixada por alguém ali)!

O espaço da cozinha é dividido com um imenso balcão de madeira. Embaixo dele tem muitas panelas (a maioria novas), pratos e talheres. Há duas pias, dois fogões embutidos, dois micro-ondas e duas lava-louças. Na parte da manhã vi funcionárias do hostel limpando e organizando a cozinha.

Na parte de cima deste imenso balcão tem saquinhos diversos de chá, pó para café, achocolatado e leite.

O bar / restaurante Fat Mama.

Assim como em Bratislava, o restaurante (que fica ao lado do hostel e tem entrada por dentro) não é exclusivo do hostel e é frequentado pelos turistas e locais e eles também oferecem 15% de desconto para cada hóspede.

Em nossa última noite resolvemos jantar aqui. Em breve conto como foi a experiência.

O café da manhã.

O café da manhã em estilo buffet “all you can eat” é servido no Fat Mama e também é cobrado a parte (4€). Como não sabíamos se seria bom, resolvemos comprar apenas para a 1° manhã, mas gostamos e depois compramos para os outros 2 dias.

Retiramos o nosso ticket na recepção e fomos tomar o café com eles. O que nos encorajou foi o fato deles terem cadeirinha de bebê e o café ser buffet (e não tão muquirana como o de Bratislava – rsrsrsrs).

O buffet é muito bom. Cada dia com algo um pouco diferente, mas nos 3 dias tinha frutas, suco (de caixinha), chá, café (se quiser um expresso Illy precisa pagar a parte), leite, pães diversos, frios, pancakes, geleia, nutella e ovos fritos, bacon e salsicha (é de embrulhar o estômago! rsrsrs).

E o bom é que você pode se servir o quanto quiser!

Informações

Endereço: Kazinczy u. 24, 1075 Hungria
Websitehttp://www.mavericklodges.com

Reserve o hostel pelo nosso link do Booking e ajude o blog! 😉


Salve este post no Pinterest


Gostou? Compartilhe este texto:
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •  

Antes de viajar, não se esqueça de fazer o seu seguro viagem conosco. Use o cupom TURISTANDOIN5 e receba 5% de desconto. Aproveite e faça a reserva de hotel e do aluguel de carro conosco. Se quiser, entre em contato conosco. Fazemos todas as reservas de tua viagem gratuitamente.


About Juliana (www.turistando.in)

Sou a mãe do Léo quase full-time, professora de italiano (por algumas horinhas), esposa de um doutorando (que me deixa maluca) e, claro, a faz-tudo do Turistando.in!

Gostou? Tem dúvidas? Nos deixe uma mensagem: