Conhecendo o lado Peste em Budapeste

Peste em Budapeste

Fazendo turismo do lado Peste em Budapeste

Quer saber o que fazer do lado Peste em Budapeste? Como disse em meu texto sobre a cidade, Budapeste é dividida pelo rio Danúbio. De um lado está o centro da cidade, conhecido como Peste e do outro lado do rio, a parte alta chamada Buda, onde se encontra o castelo de Budapeste.

Vou mesclar o que fazer em Peste com os pontos escolhidos pelo walking tour que é possível fazer ao comprar o Budapest Card, chamado Classic Pest Walking Tour.

Para quem se interessar pelo walking tour, o tour inicia todos os dias às 10:30 em frente ao Info Point do Cityrama, na rua Andrássy, 3 (em frente ao metro M1 Bajcsy-Zsilinszky), perto da praça principal da cidade (Erzsébet tér – estação Deàk Ferenc Ter – aquela com a roda gigante).

No meu livrinho do Budapest Card o endereço não estava bem marcado e não achamos o grupo! Atentem-se a isso! Se você não adquiriu o Budapest Card, este tour sai por 10€. Ah, e ele é em inglês e a duração é de 2h à 2h30!

Conhecendo os pontos principais de Peste, em Budapeste
Roteiro feito pelo Citytour:

Turismo a partir da praça principal da cidade

Segue abaixo alguns dos pontos que visitamos e outros que fizemos com o citytour

  • Praça Elisabeth (Erzsébet tér) e a Budapest Eye (Sziget Eye)

A praça Elisabeth, em homenagem a Sisi, mulher do imperador Habsburgo Franz Joseph é a principal do centro da cidade e para nós acabou sendo o ponto de início de nossos tours.

É nela que se encontra a imensa roda gigante, conhecida como Budapest Eye, inaugurada na primavera de 2015.

Ela estava desligada no inverno e não encontrei nenhum site oficial que desse maiores informações sobre ela. O que eu descobri é que no ano de sua inauguração, os preços para a volta era de 2,400 HUF para adultos e 1,500 HUF para crianças (algo como 8€ e 5€).

  • A Basílica de Santo Estêvão

Da praça já podemos ver as torres e cúpula desta basílica. Ela se encontra quase em frente ao ponto inicial de nosso tour, mas como eles deram preferência a mostrar-nos primeiro a casa de Opera, visitamos esse edifício católico no final do tour.

Ele é um dos edifícios mais altos de Budapeste (com 96 m), junto com o Parlamento de Budapeste e é a maior igreja da Hungria.
Se você tiver um tempinho, visite sim esta igreja por dentro e, se conseguir, suba em sua cúpula (500HUF – veja aqui infos), para poder apreciar o rio Danúbio e o castelo. O acesso é por elevadores ou por escadas (364 degraus).

Na capela conserva-se a relíquia mais importante da cristandade húngara: a múmia do rei Estêvão I, primeiro rei da Hungria e fundador da igreja.

A igreja promove um tour por 1600HUF (infos aqui)

Conhecendo os pontos principais de Peste, em BudapesteA rua Andrassy é chamada de Champs Elysées húngara. A rua é mesmo um charme e cheia de lojas de grifes cara.
É nela que se encontra a casa de ópera da cidade, em estilo neorrenascentista, com alguns elementos barrocos. Ela é a maior casa de ópera da cidade, conhecida no passado como Ópera Real Húngara. Por dentro hò vários afrescos e esculturas dos artistas Bertalan Székely, Mór Than e Károly Lotz.

Em frente há uma estátua de Ferenc Erkel, compositordo hino nacional e do compositor clássico Franz Liszt.
Para se ter uma noção da importância desta casa no passado, o compositor Gustav Mahler foi diretor no período de 1888 à 1891.

  • O Parlamento húngaro (Országház)

O prédio do Parlamento de Budapeste é considerado o maior edifício da Hungria e forma, junto com o castelo, o belo cenário de cartão de postal da cidade.
O prédio fica entre o rio Danúbio e a Praça Kossuth Lajos e fica sobre a superfície de 18 000 m2. Tem 700 salas e gabinetes, 27 entradas, nos seus 2 lados simétricos erguem-se a Câmara Alta e a Câmara Baixa. Em sua sala central com cúpula, guardam a coroa do primeiro rei húngaro, do Santo Estêvão.

Meu conselho: aprecie este prédio também do lado oposto ao rio!

Infelizmente, por conta do pouco tempo que tínhamos na cidade, não fizemos a visitação interna (mas aconselho comprar com antecedência por este site. Preços: cidadão europeu: cidadão não europeu: 2000HUF algo como 6,5€ e 5200 HUF algo como 16€)

  • Memorial “Sapatos às Margens do Danúbio”

Próximo ao parlamento, vocês acharão alguns sapatos “largados” à margem do rio Danúbio. Chegando perto, verão que são sapatos de bronze, com uma placa que dizia:
“Em memória às vítimas mortas a tiro para o Danúbio por militares da Cruz Flechada (partido nazista e antissemita húngaro] em 1944-45”.
As pessoas assassinadas foram ordenadas à tirar os sapatos antes de serem mortas.

  • A praça da Liberdade com o Monumento Soviético

Seguimos sentido ao Parlamento e encontramos esta belíssima praça, chamada Praça da Liberdade (Szabadság tér). Ela foi construída onde o primeiro ministro Lajos Batthyány foi executado em 1849. Ao redor da praça há vários prédios em estilo Art Novau, como a embaixada dos E.U.A. Na praça, além de um monumento soviético em homenagens aos húngaros que faleceram durante a dominação nazista, há uma estátua dedicada à Ronald Reagan.

Conhecendo o lado Peste, em Budapeste

  • A ponte das Correntes (Széchenyi Lánchíd)

O rio Danúbio divide a cidade e, por causa disso, há diversas pontes na cidade. Todas as pontes que vi são bonitas e imponentes, mas nenhuma ganha em beleza e grandeza à ponte das correntes.
Ela foi a primeira a ser construída e liga a parte de Buda (onde está o castelo) até Peste e por si só é linda, mas se você vê-la a partir de Peste, ganha o castelo ao fundo; E se a vê de Buda, ganha o parlamento!
Não tem como não apreciá-la.

Clique na imagem para salvar este post no Pinterest

About Juliana (www.turistando.in)

Sou a mãe do Léo quase full-time, professora de italiano (por algumas horinhas), esposa de um doutorando (que me deixa maluca) e, claro, a faz-tudo do Turistando.in!

One thought on “Conhecendo o lado Peste em Budapeste

  1. Eu sempre tive um fascínio por Budapeste, a cidade povoa meu imaginário desde livros que li ha anos e que colocavam as ruas de Budapeste nos meus planos de viagem pra um dia. Ainda não consegui realizar fisicamente, mas foi uma delicia passear com você por lá! As fotos mostraram a cidade clássica e de arquitetura impecável que eu espero, mas também mostrou tanto sentimento! O monumento dos sapatos largados às margens do Danubio mexeu comigo, não consegui ve-la sem imaginar o momento que aquilo aconteceu. Ansiosa por ver tudo ao vivo!

Gostou? Tem dúvidas? Nos deixe uma mensagem: