Conhecendo o pitoresco restaurante Café de São Bento em Lisboa

Café de São Bento em Lisboa
Gostou? Compartilhe este texto:
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •  

O Café de São Bento

Procurando restaurantes pelo Tripadvisor, vimos muita gente falando muito bem da carne do Café de São Bento. A maioria dos títulos eram: o melhor bife de Lisboa! Em meio a uma curiosidade, resolvemos provar!

Café de São Bento se localiza em frente à Assembléia da República, no centro de Lisboa, porém um pouco afastado do burburinho turístico (mas de fácil acesso).

Por fora, um local bastante curioso para os padrões brasileiros. Uma portinha verde fechada, a indicação acima com o nome e o número do local e uma campainha.
Ponto e basta!

Quando cheguei, havia um senhor partindo e outro cumprimentando. Estava para fotografar a entrada. Disse que havia feito reserva, mas que iria primeiro fazer uma foto.
O senhor concordou com a cabeça e nos disse: “Com licença! Vou fechar a porta”.

Pensei que fosse por causa de minha foto. Atravessei a rua, tirei umas mais distantes e a porta não se abriu!
Estranhei! E toquei a campainha.

Em poucos segundos, um jovem bastante simpático e sorridente abre a porta. Lhe dissemos que tìnhamos reservas e ele nos direcionou a nossa mesa.

Aquele senhor que fechou a porta, estava na mesa ao lado. Era um dos sócios do local. Ao nos ver sentar, entre o seu almoço, seus afazeres (ele tinha um notebook e um celular na mesa) puxou papo e nos contou um pouco sobre a história do local, o motivo da porta fechada e, mais tarde, sobre a carne, os vinhos portugueses.
Quando disse que eu era professora de italiano, até em italiano ele falou! Uma simpatia!

Sobre o Café de São Bento

Bom, o restaurante foi criado em 82 com o objetivo de recriar o ambiente intimista dos bares “secretos” que existiam na época da ditadura. Eis o porque da porta fechada e da campainha.

O salão inferior e, ao fundo, o jovem Luis

Por dentro, a cor predominante é o vermelho, com detalhes em dourado, dando charme à uma decoração vitoriana. Acima do salão, está o bar a cozinha. Há um outro andar para não fumantes no piso superior (mas não fomos.)

Quem nos atendeu foi o mesmo jovem que abriu a porta, o Luís.
Comentei que ele era uma simpatia né?

Depois que o Sr. Antônio se despediu, ele também nos contou um pouco sobre o local, sobre os pratos, conseguiu inclusive interromper (e salvar – rs) o Thiago em uma conversa com um casal chato de brasileiros e falou um pouco de turismo (acreditem se quiser, o mundo é realmente pequeno, nós o encontramos na cidade de Porto. E ainda por cima parou para perguntar como estava nossa viagem!)

A nossa entrada

Para abrir a nossa refeição, o Luis nos ofereceu um aperitivo. Para o Thiago, um vinho do Porto branco e para mim um “São Francisco”, um drink com suco de limão, laranja, abacaxi e, no fundo do copo, groselha. Docinho e saboroso! Como acompanhamento, amêndoas torradas com sal.

Enquanto isso, ele preparava a nossa entradinha: uma porção de presunto cru Pata Negra e um pedaço do famoso queijo Serra da Estrela com molho de pimenta francesa e crackers!
O presunto dispensa comentários, mas o queijo, que até então era novidade para nós, é tudo isso o que eles dizem. Lembra do post sobre a Marisqueria que eu comentava sobre o concurso das 7 maravilhas da cozinha portuguesa? Ele venceu a categoria entrada!

Pratos principais

Quando terminou a nossa entradinha, o Luís retornou e nos perguntou qual seria o prato principal.
Dissemos que queríamos provar os famosos bifes.

Pedimos sugestão e neste momento, o Antônio interrompeu seus afazeres e nos aconselhou o famoso Bife do Café de São Bento, prato principal da casa, inspirado na receita do napolitano “Antônio Marrare” (leia mais aqui).
Eu quis experimentar outra carne e o Luís me aconselhou então, o Bife à Portuguesa, o segundo prato principal da casa.

Para beber, o Thiago preferiu um vinho tinto, também sugestão do Luís, o Colheita Douro, da Quinta Nova de N. Sra. do Carmo e eu fiquei com uma Sagres sem álcool!
Até pensei em repetir o “São Francisco”, mas quis provar a famosa Sagres, mesmo que sem álcool.. Bom, faltou, claro, o álcool!
rs
As carnes vieram acompanhadas de batatas fritas (o de São Bento, batatas palitos e na Portuguesa, batata em rodelas), além de esparregado (guisado) de espinafre.

Nossa opinião: vale merecidamente o título!
Não temos como comparar com outro restaurante de Portugal, mas definitivamente, foi a melhor carne que comemos.
Muito macia e saborosa!

A Sobremesa

Satisfeitíssimos, partimos para a sobremesa.
Novamente veio o Luís com as sugestões das principais sobremesas da casa e o Antônio, ainda ao lado, também deu a sua opinião.

As sobremesas oferecidas eram: Tarte Tatin de Maçã (que eu não sou tão fã, mas que ambos disseram que é a melhor sobremesa da casa), Carré de 2 chocolates Denegro (o segundo da casa, que o Thiago escolheu).

Como eu fiz cara de indecisa (amo chocolate, mas sou chata na escolha), o Luís sugeriu um Cheesecake de Framboesa, que agradou muito mais o meu paladar (adoro um bom cheesecake e este estava divino).
Como acompanhamento, um vinho Moscatel de Setúbal, que mesmo grávida, não pude resistir (adoro moscatel!).

Preços:

Assim como muitos restaurantes,  o Café de São Bento oferece durante a semana e no horário de almoço, além do cardápio normal (veja aqui online), um menu do dia, por 15€ (valor de 2014), que inclui o couvert, o prato do dia, bebida e café!

Endereço:
 Rua De São Bento, 212 | Lisboa


Gostou? Compartilhe este texto:
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •  
  •   
  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Antes de viajar, não se esqueça de fazer o seu seguro viagem conosco. Use o cupom TURISTANDOIN5 e receba 5% de desconto. Aproveite e faça a reserva de hotel e do aluguel de carro conosco. Se quiser, entre em contato conosco. Fazemos todas as reservas de tua viagem gratuitamente.


About Juliana (www.turistando.in)

Sou a mãe do Léo quase full-time, professora de italiano (por algumas horinhas), esposa de um doutorando (que me deixa maluca) e, claro, a faz-tudo do Turistando.in!

One thought on “Conhecendo o pitoresco restaurante Café de São Bento em Lisboa

  1. oi Ju… já que o tema do mês é sobre experiência gastronômica, eu não resisti e vim até aqui descobrir um bocadinho mais sobre este Café de São Bento que me deixou apaixonadinha! Amei a ideia de recriar um ambiente da época salazariana!!! Deve ser interessante estar em um lugar assim, com essa atmosfera antiga, pensando na eterna apreensão e medo daqueles tempos…

    Os pratos estão com uma aparência maravilhosa, mas concordo com você: nada como um bom cheesecake!!! Para completar a boa e velha simpatia portuguesa! Como eu gosto disso! E ainda saber um pouco mais do lugar?! Coisas que não tem preço e que marcam a gente! 🙂 bjus

Gostou? Tem dúvidas? Nos deixe uma mensagem: