O que fazer na cidade de Praga

O que fazer em Praga
Gostou? Compartilhe este texto:
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •  


Quer saber o que fazer em Praga? Visitamos essa cidade incrível com nosso filhote de 1 ano e meio e contarei abaixo como foram nossos 3 dias là.

Praga

Praga é a encantadora capital da República Tcheca, banhada pelo rio Vltava (Moldavia). A parte turística da cidade compreende o bairro de Praga 1 ou Staré Mešto (cidade velha), algumas partes da Praga 2 ou Nové Mešto (cidade nova) e a região do castelo, do outro lado do rio, conhecida como Malá Strana (Pequeno Bairro).

Caminhar e se perder pelo centro velho, de noite e de dia, também deve entrar no roteiro. As ruazinhas tortas, estreitas com prédios velhos (góticos e medievais) valem uma visita.
Reserve um tempo de sua viagem para isso!

  • Onde nos hospedamos: Ahoy! Prague

O que fazer na cidade de Praga
Entrada do Ahoy!

Nos hospedamos no hostel Ahoy! Prague, no centro da cidade (um hostel simples, pequeno, mas bom e econômico). Ficamos em um quarto privativo twin com banheiro compartilhado.


Veja como foi a nossa hospedagem: 3 noites no Ahoy! Prague


Chegamos por volta das 14hs morrendo de fome e o pessoal do hostel nos indicou o restaurante “U Tří zlatých lvů“, na rua de trás do Ahoy!, pois, além de ter bom preço (média de 6€ os pratos), eles davam descontos para os mochileiros do Ahoy! (os outros 2 restaurantes conveniados ofereciam 1 cerveja de 300ml de graça para cada um).

O preço, o atendimento e a comida eram realmente bons, mas o que nos surpreendeu positivamente é que no local onde hoje é o restaurante, foi residência do Mozart!!!! E dos locais que comemos, esse foi o mais em conta.

O que fazer em Praga: Circulando pela Staré Mešto

A Staré Mešto ou Praga 1 é o bairro velho da cidade, no qual também podemos chamar de centro histórico. E é neste trecho que se encontra a grande parte  dos pontos turísticos da cidade. Vou começar pela praça central, que pode ser o início de vários roteiros.

  • Conhecendo a Staroměstské náměstí (Old Town Square)

O que fazer na cidade de PragaJá estava escuro quando saímos do restaurante (durante o inverno, o pôr do sol ocorre por volta das 16hs nessa parte da Europa) e começamos a andar meio sem rumo pelas ruas do centro.

O que fazer na cidade de PragaChegamos no Stavovské divadlo ou Teatro Nacional (tradução literal seria estatal, mas não sei se este teatro pertence ainda ao estado).

Foi neste teatro, construído no século XVIII, que Mozart apresentou pela 1° vez, em 1787, a ópera Don Giovanni.
Por conta disso há, na frente do teatro, uma escultura de Anna Chromý chamada Il Commendatore, um dos personagens da peça.

Por causa da garoa, pegamos o mapa para irmos direto até a praça principal da cidade a Staroměstské náměstí, a ou Old Town Square (sei que esse “ou” deveria estar em português, mas é como vocês acharão o local no mapa).

A primeira imagem que tivemos foi da imensa igreja gótica de Nossa Senhora de Tyn (Kostel Matky Boží před Týnem), com as suas torres de 80m de altura muito iluminada, mas cercada por casas, que estragavam nossa paisagem.

Tentamos circular por ela, para ver se de algum canto tínhamos uma boa visão, mas foi inútil.

Ainda na praça, você verá a belíssima torre da Old Town Hall (Staroměstská radnice), com o famoso relógio astronômico (Staroměstský orloj).
Apesar da quantidade de turistas, perca um pouquinho de tempo apreciando esse relógio, principalmente quando estiver para bater um novo horário. Ocorre uma curiosa animação!

O que fazer na cidade de Praga
O monumento ao Jan (ou o que é possível ver a noite – rs)

Ainda na praça, há um monumento ao reformista Jan Hus e também a igreja em estilo barroco-rococó de São Nicolau.

No dia seguinte subimos nessa torre do relógio e deste ponto conseguimos ver melhor a igreja de Tyn e a cidade.


Leia também: Conhecendo a Old Town Square em Praga


Conhecendo a Old Town Square em Praga
Rep. Tcheca
  • O bairro judeu (Josefov) de Praga e o Kafka

Seguindo Franz Kafka pelas ruas de PragaA praça central (Staroměstské náměstí) pode ser o ponto de início para vários roteiros.

Perto dela, se encontra o bairro judeu, com diversas sinagogas (ficamos pouco tempo na cidade e acabamos não entrando em nenhuma, mas passamos por perto de algumas).

Comece teu roteiro por trás da igreja de São Nicolau (pela Praça Franz Kafka) e siga a rua Maiselova. Somente nesta rua você encontrará 3 sinagogas: a Maiselova Sinagoga, a Velha-Nova Sinagoga, a Prefeitura Judaica de Praga e a Alta Sinagoga.

Antes de chegar às últimas duas que escrevi acima, você cruzará com a rua Široká.

Nesta rua verá a Sinagoga de Pinkas, um espaço dedicado à memória das vítimas do holocausto e ao lado, o Cemitério Velho Judaico (Starý židovský hřbitov). Ainda na mesma rua, mas atravessando a Maiselova, voce verà a Sinagoga Espanhola, que abriga o museu judaico e o monumento à Franz Kafka.


Leia também:  Josefov, o bairro judeu de Praga

Seguindo Franz Kafka pelas ruas de Praga


  • A Clementinum e a biblioteca nacional

O que fazer na cidade de Praga

Entre a ponte Carlos e a praça da cidade velha se encontra um complexo de prédios conhecido como Clementinum e que infelizmente nao conseguimos achar um tempo para visitá-lo.

Neste local havia uma capela à São Clemente, que virou um monastério que tornou-se um colégio jesuíta em 1556. O colégio permaneceu até 1773, quando foi transformado em observatório, biblioteca e universidade.
Atualmente, os prédios abrigam a Biblioteca Nacional, considerada uma das mais lindas do mundo.
A visita é feita apenas com guia que ocorrem de meia em meia hora a partir das 10h. O fechamento depende do mês.

veja mais infos sobre horários e preços neste link.

  • A Ponte Carlos (Karlův Most ou Charles Bridge)

Um outro ponto bastante turístico são as pontes. Tente ver pelo menos duas.
A mais famosa é a Ponte Carlos (Karlův Most), com suas 30 esculturas religiosas, caminho para o bairro de Malà Strana e o castelo. Impossível fazer uma foto desta ponte vazia durante o dia. Dizem que ao amanhecer é o melhor horário, então… quem está disposto? rsrsrs


Leia também: Visitando a ponte Carlos em Praga


Visitando a ponte Carlos em Praga
A ponte com suas estátuas o o castelo de Praga ao fundo

Se você estiver perto do bairro judeu você pode chegar até a Ponte Mánesův most, que te oferece uma outra visão do castelo e oferece uma rota até o castelo (o caminho é por uma rampa com alguns lances de escada. Um caminho bem sussa).

Ainda no bairro judeu, se você seguir a rua Pařížská (esse rua começa na Praça da Velha cidade), a “Oscar Freire” praguense (rs), você chegará até à ponte Čechův most.

Inclusive, atravessando essa ponte e seguindo reto, você pode chegar até o gigantesco metrônomo que foi construído onde em um passado havia uma gigantesca estátua de Stalin, destruída anos após a sua inauguração.
Além de uma super-visão panorâmica da cidade, de lá você consegue ver o rio Moldavia com suas pontes.

  • O bairro de Malà Strana e o Castelo de Praga

Passeando pelo castelo de Praga
Cruzando o rio pela ponte Carlos você chegará ao bairro de Malá Strana ou pequeno bairro. Quando fomos garoava e não pudemos apreciar muito o local. Até que tentamos, mas foi bem difícil.
Uma pena!

Mas deu para perceber que muitos prédios (na rua que subia em direção ao castelo) pertenciam à consulados.

O castelo

Para chegar até lá tem que subir uma ladeirinha! Nada absurda (subimos carregando o carrinho do Léo). Claro que tem um bonde que faz esse caminho (o n° 22).
Visitar o castelo é uma experiência interessante, mas antes de entrar apreciem a vista da cidade!

Um outro local no qual vocês poderão apreciar a vista (e quem sabe tomar um café) é no terraço do bar/restaurante do palácio Lobkovizc.


Passeando pelo castelo de Praga

Palácio Lobkowicz dentro do castelo de Praga


Palácio Lobkowicz dentro do castelo de Praga
Vista da cidade, do terraço do Palácio Lobkowicz

 

  • Caminhando pela Nové Mesto. O que encontrar?

Nové Mešto (Praha 2) ou bairro Novo está ao lado do bairro antigo. O hostel que nos hospedamos (o Ahoy!), por exemplo, estava no encontro desses dois bairros e a estação de trem é o seu início.

A estação não é bonita. Pelo menos não me lembro de ter sido encantada por ela. Mas, para quem decidir ir a pé até o centro (ou até o hostel), irá passar por 2 prédios magníficos e um não tanto (rs): Primeiro é a Ópera Nacional; ao lado há um outro mais moderno, o novo prédio do Museu Nacional de Praga (Národní muzeum) e depois outro prédio grandioso, também do museu (chamado de prédio velho) e que está em reforma (em 2016).

  • A Praça Venceslau (Václavcské náměstí)

O que fazer na cidade de Praga
A praça Venceslau com sua estátua equestre

Esse último prédio está em frente à outra praça principal da cidade, a Praça Venceslau (Václavcské náměstí), homenagem à Venceslau I, duque e santo padroeiro da Boêmia.

Essa praça tem uma forma curiosa, meio ovalada e comprida, com 750 m de largura e com uma área total de 45.000 m2. Por seu formato (e talvez pela quantidade de prédios comerciais que a envolvem), é local para manifestações públicas e foi também onde a Tchecoslováquia, em 1918 declarou-se independente do império Austro-Hungaro!
Foi num destes prédios que Franz Kafka trabalhou.

Outro evento importante que a envolveu: foi aqui que Jan Palach, um estudante de filosofia, se pôs fogo, em sinal de protesto contra a opressão sócio cultural imposta pela URSS, dando inicio à Primavera de Praga.

O que fazer na cidade de Praga
A torre da Prašná brána e o prédio da Obecní dům

Do lado oposto ao museu está o calçadão comercial da rua Na Příkopě, caminho para o Museu do comunismo, que se encontra ao lado de outro bom restaurante que fomos, o Kolkovna Savarin (para os hóspedes do hostel, eles dão uma cerveja de 300ml por prato pedido) e do Teatro Nacional (Stavovské divadlo).

No final desta rua, sentido a rodoviária Florenc está a Prašná brána, ou “torre da pólvora”, marcando a entrada da Staré Mešto. A torre foi construída em 1475 para ser uma das portas da cidade. Ao lado fica a Obecní dům, ou “casa municipal”, um prédio em estilo art nouveau construído no começo do século XX.

Infelizmente, esse roteiro acima passei com a mochila nas costas. A primeira parte, saindo da estação de trem a caminho do hostel; e a 2° parte, saindo do hostel e indo para a rodoviária (um caminho de 20 minutos, mas achamos mais práticos do que bonde e metro, por causa do carrinho do Léo. O bonde, pequeno e lotado, tem escadinhas para entrar e, segundo nos disseram, o caminho pelo metro não teria escada rolante ou elevador).

(as fotos são do site Prague.eu)

 

O que fazer na cidade de Praga

 

Mas esse é apenas um trecho do Nové Mešto. O maior trecho se encontra do lado oposto à esse roteiro, porém com poucos pontos turísticos.

Voltando à praça Venceslau, podemos seguir para o outro lado da Nové Mešto, pegando a rua Národní para ver a incrível escultura moderna de Franz Kafka (escrevi sobre ela aqui). Continue essa rua até o seu final, perto do rio. Você verá o teatro não-verbal Laterna magika, que oferece apresentações artísticas compreensíveis para quaisquer pessoas e de qualquer nacionalidade, pois são silenciosas.

O que fazer na cidade de Praga
A Dancing House

No cruzamento com a Národní e a Masarykovo Nábřeží está o belíssimo prédio do Teatro Nacional ou Národní Divadlo (não confunda com o teatro na Staré Mešto, que tem como nome original Teatro Estatal), o teatro de ópera da cidade.

Deste ponto, caminhe pela calçada que contorna o rio e, se quiser e tiver tempo, dê um pulo na ilha Slovanský, ou siga reto até ver a Dancing House.

Suba a rua da Dancing House (Resslova) e você verá o triste  Memorial nacional dos heróis do terror de Heydrich.

No final da Resslova está a Karlovo náměstí ou Praça de Carlos, uma das maiores praças da cidade, fundada em 1348. Ao lado da praça está o prédio da prefeitura da nova cidade.


O Memorial nacional dos heróis do terror de Heydrich


 

O que fazer na cidade de Praga

 

Dicas: que tal fazer um free tour pela cidade? Há vários, certamente o pessoal do hostel/hotel poderá sugerir um tour, mas a maioria inicia na Praça da cidade velha (Old Town Square)

O mais famoso é o Sandesman (há em várias cidades), mas no nosso hostel indicavam esse aqui: http://www.praguetiptrip.eu/. Vale a pena entrar em contato antes.
Apenas uma dica: free tour significa sim que é um tour grátis, mas na prática eles aguardam por ”tips”, isto é, gorjetas. Você paga conforme o que você achou do tour. A média é de 5€ a 10€.

Informação sobre Praga

A língua oficial é a tcheca e poucos falam inglês na rua. Pedir informação para nativos é um dilema (principalmente se forem mais velhos). No hostel e nos restaurantes que visitamos todos falavam inglês. No entanto, não tivemos problema nenhum de comunicação e sobrevivência – rs
Teve até um momento curioso. Pedi informação em uma universidade e o senhor que estava em um tipo de guichê saiu comigo até a rua para apontar o local que eu deveria ir. Bom, eu sabia que era para baixo, mas não exatamente onde (tanto que fui parar no local errado – rs).

A moeda oficial é a Coroa tcheca (CZK) e poucos locais aceitam euro. No entanto, praticamente em cada esquina encontramos casas de câmbio. Cuidado, pois muitas casas cobram taxa (como a da estação de trem).
Coloquei um menu ao lado deste post com um conversor de moedas. Quando fomos (jan/2016) era possível comprar 27 CZK com 1€.

As coisas na cidade não são tão caras, mas não vá aguardando uma pechincha. A média de uma refeição boa é de 7€. Não deixe de provar o goulash, os ribs e até mesmo o joelho de porco, acompanhados, claro de uma boa cerveja tcheca. A melhor da cidade é a Pilsner Urquell, da cidade de Pilsen.
Há cervejarias artesanais em mosteiros. Fomos em uma perto do castelo chamada Klášterní pivovar Strahov. Parece que ali tem uns 2 ou 3 restaurantes. Entramos em um que parecia uma gruta no subterrâneo. A cerveja era boa (principalmente a com bluberry), mas não foi um almoço barato.

Não usamos o transporte pùblico na cidade, mas há bondes e metrôs. Não prestei atenção em ônibus. Vimos 2 tipos de bondes. Os mais modernos têm portas mais largas e sem escadas. Os mais antigos não.
O metrô, pelo o que nos disseram, não tem elevadores ou escadas rolantes.

Salve este post dentro do Pinterest e siga nosso perfil!
🙂


.


Gostou? Compartilhe este texto:
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •  
  •   
  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Antes de viajar, não se esqueça de fazer o seu seguro viagem conosco. Use o cupom TURISTANDOIN5 e receba 5% de desconto. Aproveite e faça a reserva de hotel e do aluguel de carro conosco. Se quiser, entre em contato conosco. Fazemos todas as reservas de tua viagem gratuitamente.


About Juliana (www.turistando.in)

Sou a mãe do Léo quase full-time, professora de italiano (por algumas horinhas), esposa de um doutorando (que me deixa maluca) e, claro, a faz-tudo do Turistando.in!

14 thoughts on “O que fazer na cidade de Praga

  1. Oi Juliana. Que legal o post!!
    Deu até vontade de voltar à Praga.
    Estive lá so uma vez, durante o inverno :-/
    Acho que a Dancing House nem existia ainda.
    Achei o máximo vcs terem jantado onde o Mozart morou. Super !!!
    Abraço

  2. Ahh que saudades!!! Quando morei em Leipzig na Alemanha visitei Praga algumas vezes. Era super pertinho e o dinheiro limitado da minha bolsa de estudos virava uma fortuna em Coroas Checas 😀

Gostou? Tem dúvidas? Nos deixe uma mensagem: