Estadia no Amstel House Berlim

Estadia no Amstel House Berlim
Gostou? Compartilhe este texto:
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •  

Ficamos apenas 1 noite no Amstel House Berlim (contarei mais abaixo o motivo) e apesar de não ter sentido o clima do local, esse pequeno período que ficamos foi bastante agradável.
Ficamos em uma suíte twin no 3° andar e tivemos a sorte de termos um berço a nossa disposição (raros os hostels que tem berços)!

Sua localização é boa, central, mas fora da muvuca. Está perto do metrô U9 (estação Turmstraße) e a duas estações da Bahnhof Zoologischer Garten (que oferece uma infinidade de baldeação), de supermercados (Rewe e o econômico Penny), drugstores (DM e Rossmann) e, o melhor ainda, perto do aeroporto Tegel (com a vantagem de não estar na rota dos aviões).
Sua avaliação online também é boa: TripAdvisor (4 de 5), Booking (7.7 de 10) e HostelBookers (83%) (notas de mar/2016).

Como chegar até o Amstel House Berlim?

O hostel está a poucas quadras da estação Turmstraße da linha U9 (uns 5 min. andando) e a algumas boas quadras da estação S Bellevue (a grosso modo, U seria o metrô e o S o trem).

Estadia no Amstel House Hostel em Berlim

Para quem vem do aeroporto de Tegel (TXL), um taxi sairá por volta de 15 € (valor que pagamos em um sábado às 4h30 da manhã! Jan/2016 – o aplicativo de preços sugere 12€). No entanto, se você não quer pagar por taxi, pode pegar um ônibus expresso da linha TXL – AlexanderPlatz por 2,70€.  A 4° parada é na estação Turmstraße (super fácil!).

Caso você chegue pelo aeroporto de Schoenefeld (SXF), vá até a estação S-Bhf. Flughafen Schoenefeld e pegue o trem regional ‘RB 14’ em direção a estação Zoologischer Garten. Desça nela e pegue a linha U9 do metrô em direção a Osloer Str. Até a estação Turmstrasse. (indicação do site do hostel; nós acabamos fazendo um caminho pior e muito mais longo).

Localização

Estadia no Amstel House Hostel em Berlim
O Siegessäule

A localização do hostel é boa.
Não circulei pelo bairro para ver o clima, mas pelo o que eu li, Moabit é um bairro bacana e tranquilo, apesar de ser central.

Em uma boa caminhada é possível ir a pé até o Siegessäule (Obelisco da Vitória ou Coluna da Vitória – foto ao lado) e caminhar pelo Tiergarten. Em uma super caminhada, é possível ir até o Mitte (eu fiz isso, mas partindo da estação Wittenbergplatz: leia aqui o meu roteiro de 1 dia).

Para quem não curte longas caminhadas, a Turmstraße U9 está a 2 estações da Bahnhof Zoologischer Garten e 3 da Kurfürstendamm (onde era o antigo centro da Berlim Ocidental).
Destas duas estações você pode pegar diversas outras combinações (todos os principais pontos turísticos passam por elas).

 (Clique nas fotos para ampliá-las)

Conhecendo o Amstel House Berlim

Estadia no Amstel House Hostel em BerlimO Amstel House Berlim é imenso.
Não me lembro se tem 3 ou 4 andares, mas há vários quartos em cada andar.
Há um elevador logo na entrada e outro no fundo do prédio (no dia que fomos, o elevador da entrada estava em reforma).
Por segurança, para entrar na parte reservada aos quartos, é necessário usar o cartão de entrada.

No térreo, além da recepção, tem o bar (aberto 24hs) que serve diversas bebidas, mas apenas lanche (tipo misto) de comida.
Há um espaço coletivo com sofás, bilhar, mesinhas e até uma área externa para fumantes (estava muito frio naquele dia e não me atrevi a sair , até porque, estava escuro).
Ao fundo está a cozinha, pequena mas bem equipada que fica aberta até às 23hs.

Como os quartos estão nos andares superiores, creio que o barulho do térreo não incomode quem quer dormir. Ficamos por lá após a meia noite de uma sexta feira, haviam pessoas fumando e jogando por ali e, apesar disso, o local estava bem tranquilo e pouco barulhento.

O quarto twin ensuite

 (Clique nas fotos para ampliá-las)
Ficamos em um quarto privado com cama de solteiro e banheiro privativo. E o mais legal: com um bercinho!!!!!

O quarto não é grande, mas bem organizado. Ao lado das camas tem uma cômoda e luminárias. Há um armário e uma mesinha, além do aquecedor e de um TV.

A janela do quarto dava para uma área interna (talvez aquele jardim do hostel), mas não tivemos problemas com barulho (a janela é antirruído e anti vento gelado – rsrsrs).

O banheiro do nosso quarto era bem pequeno (não sei se todos os quartos suítes tem a mesma configuração), mas nada que impossibilite o seu uso.
Há um chuveiro box com água bem quente e sem temporizador.

Internet

A conexão é boa, mas (pelo menos em jan/2016), funcionava apenas no térreo. Não sei se em um futuro eles instalarão repetidores de sinal pelos andares. Espero que sim!

A cozinha

A cozinha do hostel fica no térreo, após toda a área comum. Há apenas uma geladeira, mas um fogão e uma pia de cada lado, um micro-ondas e, creio eu (vendo pela foto), um lava pratos.

Usei a cozinha apenas para esquentar a papinha e a água para o leite do Leonardo, mas me pareceu bem organizada e equipada.
Do lado de fora, junto à àrea social, estão as mesas.

O bar

 (Clique nas fotos para ampliá-las)Anexo à recepção, mas em um canto reservado, está o bar do hostel, com diversos drinks e cervejas.
Como estávamos com fome, pedimos um lanche. Havia apenas 3 sabores (queijo, presunto e queijo e queijo com atum), mas para a nossa emergência, deu certo!

O que eu não gostei é que, pelo menos naquela noite, o rapaz da recepção também servia o bar, o que o fazia ir e vir.

Para piorar, havia um senhor francês (tipo bêbado chato) paquerando uma moça. Ele pediu algo para tomar e ficou fazendo charminho para pagar, contando histórias em francês.
O problema é que, enquanto ele não pagasse, o rapaz não podia me atender.
Como eu vi que ele também falava italiano, pedi para que ele pagasse logo, pois estava com fome e, fazendo cara feia, tirou a nota do bolso.

Bom, a cortesia europeia está longe anos luz da nossa; Não pense você que eles farão várias coisas ao mesmo tempo para atender a todos. Isso não foi uma chatice do atendente do hostel, que sabia que estávamos cansados e famintos (foi ele quem nos atendeu na entrada). É o comportamento europeu.

O café da manhã.

Pelo o que eu li, o café da manhã é em estilo buffet all you can eat, servido ao lado da cozinha e cobrado a parte (5.5 €). Como saímos de lá às 4h30 da manhã, não tivemos a sorte de experimentá-lo.

Por que ficamos apenas 1 noite?

Para quem não está nos seguindo, ficamos 3 meses na Europa, sendo a maior parte em Berlim.
Alugamos um apto. no Dahlem, bairro perto da Universidade Livre (onde meu marido iria fazer sua pesquisa de doutorado) e ali ficamos por pouco mais de 2 meses.
Nas nossas 2 últimas semanas, resolvemos conhecer um pouco a Europa Central (Praga, Bratislava, Viena e Budapeste) antes de retornarmos ao Brasil.

Nosso plano era voltarmos para Berlim 2 dias antes de nosso retorno ao Brasil (nosso voo partiria às 6 da manhã do sábado), para não sair correndo e não ficar muito cansativo.
Porém, naquela semana não teve voo da Easy Jet Budapest – Berlim na quinta feira (ou já estava lotado, não sei dizer) e por isso, pegamos o voo da sexta a tarde. Chegamos no hostel à noite e meu marido foi correndo até o apto. do Dahlem pegar nossas malas (havíamos deixado lá); jantamos um lanche por volta da meia noite, para às 4h acordarmos e seguirmos até o Tegel!
(Ufa)

Foi uma pena!

Por que escolhemos o hostel Amstel House em Berlim?

O aeroporto de Tegel, apesar de estar dentro da cidade, não é coligado a nenhuma estação de metrô (não se confundam! A estação Tegel se refere ao bairro e não ao aeroporto).
Com isso, como nosso voo sairia muito cedo (às 6 da manhã), comecei a procurar hotéis próximos ao aeroporto.

As opções que encontrei (tanto por site de buscas, como pelo próprio Google) eram próximas à linha U6 e pesquisando valor do taxi, vi que daria uns 12€ (pois a entrada do aeroporto não era perto da linha U6).

No entanto, procurando informações pelo TripAdvisor, vi muita gente reclamando dos hotéis daquela parte (barulho de avião, falta de elevador, sem portaria 24hs) e isso nos preocupou.
Iríamos dormir pouco (então um local silencioso seria fundamental), estávamos com “um mundo” de malas e o carrinho do Léo (e precisaríamos de elevador) e como iríamos sair muito cedo, precisaríamos de alguém para nos chamar um taxi (cheguei até mesmo a instalar app de taxi, mas mesmo assim, fiquei com receio).

Comecei, então, a modificar a minha pesquisa.

Ao invés de procurar hotéis do lado da linha U6 (entre os bairros de Tegel e Wittenau), comecei a procurar no bairro Wedding, Charllotenburg e Moabit (e sempre fazendo a pesquisa de estimativa de preço de taxi e lendo os comentários do TripAdvisor).
O valor de taxi do Amstel era praticamente a mesma dos hotéis do lado da linha que ia para Tegel, mas nos relatos, ninguém reclamou de barulho e o hostel tinha elevador e portaria 24hs.

Estadia no Amstel House Hostel em Berlim
Preço dos taxis. A simulação que fiz na época foi essa. A 1° imagem mostra o valor do Amstel até o Tegel. Na 2° imagem, escolhi como ponto de partida o hotel mais próximo (no caso, o Baerlin)

Informações

Endereço: Waldenserstraße 31, 10551 Berlin, Alemanha
Websitewww.amstelhouse.de/pt/
Reserva pelo Booking com link afiliado Turistando.in

Veja nossas fotos no Flickr


Gostou? Compartilhe este texto:
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •  
  •   
  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Antes de viajar, não se esqueça de fazer o seu seguro viagem conosco. Use o cupom TURISTANDOIN5 e receba 5% de desconto. Aproveite e faça a reserva de hotel e do aluguel de carro conosco. Se quiser, entre em contato conosco. Fazemos todas as reservas de tua viagem gratuitamente.


About Juliana (www.turistando.in)

Sou a mãe do Léo quase full-time, professora de italiano (por algumas horinhas), esposa de um doutorando (que me deixa maluca) e, claro, a faz-tudo do Turistando.in!

2 thoughts on “Estadia no Amstel House Berlim

Gostou? Tem dúvidas? Nos deixe uma mensagem: